VOLTAR BLOCO 34

 
   

A DONA DA HISTÓRIA
ANTONIO FAGUNDES, MARIETA SEVERO, RODRIGO SANTORO & DÉBORA FALABELLA

Rio de Janeiro, 1968. Quando tinha 18 anos Carolina (Débora Falabella) conhece o grande amor da sua vida, Luís Cláudio (Rodrigo Santoro), seu primeiro e único namorado, com quem se casa.

Quando ela tinha 55 anos, com os quatro filhos já crescidos, eles pretendem vender o apartamento em que vivem, morar num apart-hotel e viajar. Por ele a viagem dos sonhos seria Cuba, mas ela sempre quis conhecer Paris.

No decorrer da venda do imóvel acontecem pequenos conflitos, pois Carolina (Marieta Severo) passa a crer que o amor que tinham um pelo outro acabara e propõe a Luís (Antônio Fagundes) terminarem o casamento. Ele, por sua vez, retruca dizendo que é mais uma discussão passageira.

O imóvel é vendido. Os dois pegam o elevador do prédio e, antes de cada um ir para um canto, Luís insiste que deveriam viajar e entrega a Carolina uma passagem aérea, que ela não dá importância. Ela vai tomar um banho e então começa um grande momento de reflexão, no qual "se encontra" com a jovem Carolina, ou seja, ela mesma, e começa a pensar como teria sido sua vida se, no dia que Luís a pediu em casamento, ela tivesse dito não.

Através de um confronto e diálogo com a jovem que foi aos 18 anos, ela revive os sonhos do passado e as possibilidades de ter seguido outros rumos e conhecido outros amores. Na maturidade Carolina viverá plenamente o privilégio de rever a sua própria história e se reencontrar no que foi, no que não foi e no que poderia ter sido, ao lado ou longe do grande amor de sua vida.

Mas não deixe de ver os erros também.

Diretor: Daniel Filho
Escritores: João Falcão, João Emanuel Carneiro & Daniel Filho

Baseado na peça teatral de João Falcão

Gênero: Comédia / Romance

Site Oficial: www.adonadahistoria.com.br

Buena Vista International

Título Original: A Dona da História
Tempo: 90 minutos
Cor: Colorido
Ano de Lançamento: 2004 - Brasil
Recomendação: 14 anos

ELENCO

Marieta Severo .... Carolina
Débora Falabella .... Carolina - jovem
Antônio Fagundes .... Luís Cláudio
Rodrigo Santoro .... Luís Cláudio - jovem
Fernanda Lima .... Maria Helena - jovem
Marcos Oliveira .... Nicolau
Rodrigo Penna .... Nicolau - jovem
José Carlos Pieri .... Teles
Antônio Fragoso .... Marido
Ana Furtado .... Esposa
Giulia Gam .... Mãe de Carolina
Renata Sorrah
Jô Soares
Gabriel Braga Nunes
Daniel de Oliveira
Bianca Byington
Dedina Bernadelli

FICHA TÉCNICA

Produção .... Daniel Filho
Música .... DJ Memê
Fotografia .... José Roberto Eliezer
Direção de Arte .... Clóvis Bueno
Figurino .... Bia Salgado
Edição .... Felipe Lacerda

PRODUTORAS

Globo Filmes
Lereby Produções
Miravista

DISTRIBUIDORA

Buena Vista Internacional

ERROS

1. Quando Carolina opta por ser dona de locadora, aparece ao fundo vários cartazes de filmes, entre eles: '' Os Normais'', ''A taça do mundo é nossa'', e ''Carandiru''. Como isso é possível se o filme se passa em 2000? Seria impossível estes cartazes estarem ali, pois estes filmes só foram lançados depois de 2000. (Contribuição de Bartira Daloia - Fã de Carteirinha)

2. Existem algumas cenas com cortes estranhos, mas dois são absurdos: No momento em que Carolina entra em casa e joga uma bolinha de tênis para o cachorro, vemos que primeiro aparece a bolinha em sua mão, e depois o cachorro já rebatendo. (Contribuição de Leandro Pires - São José dos Campos / SP - Fã de Carteirinha)

3. Quando as lésbicas vão conhecer o apartamento que está a venda, uma delas está no corredor enquanto a outra está em outro cômodo, mas em frações de segundos as duas aparecem no corredor. (Contribuição de Leandro Pires - São José dos Campos / SP - Fã de Carteirinha)

4. Um outro fato que achei interessante é um momento em que Luiz Cláudio e Carolina, já mais velhos estão conversando dentro do carro que está parado em um semáforo. Eles estão do lado de uma Blazer preta. Quando chegam no apartamento, eles param do lado do que parece ser a mesma Blazer. Coincidência? (Contribuição de Leandro Pires - São José dos Campos / SP - Fã de Carteirinha)

5. Na festa do Nicolau, a jovem Carolina (Debora Falabella) está com aplique no cabelo e brincos. Na cena do teatro vanguardista também aparece com estes acessórios. Quando é deixada em casa pela amiga Maria Helena (Fernanda Lima), Carolina está com seus cabelos curtinhos e sem brincos. Um erro muito grave, pois aqueles acessórios não iriam caber na pequena bolsa. (Contribuição de Leo S. Jr. - Fã de Carteirinha) e (Contribuição de Maíra Colombrini - Fã de Carteirinha)

6. Ainda em complemento ao erro 2 quando Carolina apresenta a mãe.

7. Carolina velha está conversando com o marido e está com o rosto sujo de creme. O marido vai para o quarto e ela aparece já sem nenhum creme no rosto.

8. Na televisão, a franja do rosto de Carolina muda de posição entre os cortes.

9. ABSURDO: Na televisão Renata Sorrah fala sobre Spartacus e Carolina de frente aparece esfregando as duas mãos, depois do corte para a tomada lateral ela aparece com o potinho na mão.

10. Depois de vir correndo para o quarto com a garrafa de água, ela a coloca na mesa e vai assistir televisão em pé com as mãos na cintura, depois do corte ela está com uma mão na outra e não mais na cintura. Depois de desligar a tv ela aparece novamente com as mãos na cintura.

11. Luís e Carolina já velhos, discutem que querem se separar, ele abre a porta pega a mala dela e se vira, depois do corte ele já está chamando o elevador.

12. Luís jovem está cantando para Carolina, ele termina de tocar seu violão e é filmado de costas e ouvimos um último badalar das cordas da viola, mas Elke não faz nenhum movimento indicando que tocou o violão.

13. 0:30:45 - Luís velho aparece dirigindo o carro depois da venda do apartamento e quando ela diz que não entregou os pontos ele aparece trocando a marcha, e vemos algo estranho na mão dele como se fosse o câmbio, mas não seria possível enxergar o câmbio daquele ângulo.

14. Quando a mãe de Carolina está dirigindo o carro com Luís no banco de trás, ela está usando um óculos grande de sol, e no reflexo vemos a iluminação da equipe de filmagem.

15. Quando ela pergunta que faculdade ele faz, ele aparece mexendo numa corda do violão, mas na tomada em close, além de não estar mais segurando nesta corda sua mão também está na mesma altura da outra mão, quando antes estava mais baixa.

16. A mãe de Carolina fala "sonha em fazer mestrado" o rapaz no banco de trás com as duas mãos na frente do violão sendo que a esquerda mais baixa que a direita, depois do corte ele aparece com as duas na mesma altura e arrebentando uma corda.

17. Luís jovem está dirigindo seu "Zé do caixão", o carrinho deles, e no reflexo dos óculos dele podemos ver a iluminação da equipe de filmagem.

18. Ao entrar no apartamento velhos, Carolina diz que preferia Paris, ele está sacudindo o plástico molhado da chuva, mas no reflexo da porta na parte de baixo é possível o equipamento de filmagem.

19. Luís jovem está colocando Carolina no elevador, ele está com o paletó pendurado no braço e entrega a chave com a mão direta, na tomada de fora o paletó está pendurado mas não cobre o relógio dele, o que já acontece na outra tomada.

20. Carolina jovem está conversando com ela mesma já adulta no banheiro, podemos perceber que a lente da câmera de filmagem está embaçada.

21. Na locadora de Carolina só vemos cartazes de filmes nacionais, o que normalmente não acontece nas locadoras brasileiras.

22. No apartamento as duas estão sentadas na cama com as mãos no rosto, mas quando Carolina jovem se levanta, nenhuma das duas estão mais com as mãos no rosto, e sim com os braços abaixados.

23. Luís jovem está na rua tentando entregar a caixinha com o anel para Carolina, ele está com a camisa aberta e vemos um santinho no pescoço dele, este santinho não existia daquele jeito (com um barabantinho e dos dois lados) naquela época.

24. Luís jovem está sentado na frente da casa de Carolina. Na rua está escrito a palavra PARE, mas 30 anos antes não era comum escrever PARE nas ruas de pouco movimento, nem mesmo nas de grande movimento se escrevia isto.

25. Carolina nova está no camarim vestida de bailarina e usando um sutiã de arame, que é dos dias atuais.

::Enviar informações deste filme::
Clique aqui para enviar erros e comentários apenas deste filme.

IMAGENS E CURIOSIDADES

A Dona da História é o 8º filme dirigido por Daniel Filho que durou 5 semanas.
Marieta Severo interpretou a personagem Carolina na peça teatral A Dona da História por quase 2 anos. Na peça a versão jovem da personagem era interpretada por Andréa Beltrão.
Foi o filme de abertura do Festival do Rio 2004.