VOLTAR BLOCO 37

 
   

A ODISSÉIA
ARMAND ASSANTE & ISABELLA ROSSELLINI

Após a Guerra de Tróia, o herói Ulisses, vitorioso, empreende uma longa e perigosa jornada de volta à Grécia, na qual tem que enfrentar inimigos, monstros mitológicos e as provas dos deuses, para retornar aos braços de sua esposa Penélope.

Adaptação do poema clássico de Homero.

Este filme foi produzido para a televisão em duas partes.

Mas não deixe de ver os erros também.

Diretor: Andrei Konchalovsky
Escritores: Andrei Konchalovsky & Christopher Solimine

Baseado no poema clássico de Homero

Gênero: Drama / Aventura / Fantasia

Canadian Television (CTV) & NBC

Título Original: The Odyssey
Tempo: 150 minutos
Cor: Colorido
Ano de Lançamento: 1997 - Turquia / Malta / Itália / Inglaterra / Alemanha / Grécia / USA
Recomendação: 14 anos

ELENCO

Armand Assante .... Odisseu
Greta Scacchi .... Penelope
Isabella Rossellini .... Athena
Bernadette Peters .... Circe
Eric Roberts .... Eurymachus
Irene Papas .... Anticlea
Jeroen Krabbé .... King Alcinous
Geraldine Chaplin .... Eurycleia
Christopher Lee .... Tiresias
Vanessa L. Williams .... Calypso
Nicholas Clay .... Menelaus
Adoni Anastassopoulos .... Perimides
Paloma Baeza .... Melanthe
Ron Cook .... Eurybates
Reid Asato .... Cyclops
Mark Hill .... Orsilicus

FICHA TÉCNICA

Produção .... Dyson Lovell
Produção Executiva .... Francis Ford Coppola
Música ... Eduard Artemyev
Fotografia .... Sergei Kozlov
Edição .... Michael Ellis
Desenho de Produção .... Roger Hall
Figurino .... Charles Knode

PRODUTORAS

American Zoetrope
Beta Film GmbH
Hallmark Entertainment
KirchMedia
Mediaset
ProSieben Media AG
Skai TV

DISTRIBUIDORAS

Canadian Television (CTV)
Hallmark Home Entertainment
Mediaset
National Broadcasting Company (NBC)

ERROS

1. Quando o filho de Odisseu nasce, ele não está nem um pouco sujo de sangue. (Contribuição de Morgana dos Santos - Indaial / SC - Fã de Carteirinha)

2.  Quando a mãe de Odisseu vai cometer suicídio se afogando no mar, ela mal entra na água e já desaparece. (Contribuição de Morgana dos Santos - Indaial / SC - Fã de Carteirinha)

3. Quando Odisseu mata um homem e uma mulher, a flecha atravessa os dois, e se você olhar bem, verá que a mão da mulher está se movendo. Como? (Contribuição de Morgana dos Santos - Indaial / SC - Fã de Carteirinha)

4.  Quanto ao filme, devo dizer que não encontrei muitos furos de roteiro. É um dos bons filmes mitológicos, apesar de ainda não ser muito fiel ao original de Homero. Para começar, seu nome original foi Ulisses e tinha por sobrenome Útis (talvez um título honorífico ou algo assim). Odisseus não se trata exatamente do nome grego de Ulisses; na verdade, ele passou a ser chamado assim a partir do momento que passou a ser perseguido por Posseidon, pois o nome significa "aquele que sofre o rancor dos deuses", daí o nome Odisséia ao seu roteiro de dez longos anos. Vale a pena dizer que a cidade de Ulissipos (a atual Lisboa, em Portugal), foi provavelmente tirado de seu nome, quando chegou naquele país. O herói Laertes, segundo a tradição, foi seu pai, mas havia um boato, talvez maldoso por parte de seus inimigos, que era filho do rei Sísifos, o mais astuto dos homens. Como muitos dos heróis gregos daqueles tempos, foi educado pelo centauro Quíron, e teve certa amizade com os heróis Argonautas: um deles, Autólicos, foi seu avô, e Laertes, seu pai, também foi um argonauta. Ulisses não permaneceu como um dos pretendentes de Helena, mas somente antes de conhecer Penélope, filha de Icários e prima de Helena. Foi quem teve a idéia "genial" de sortear um marido para a princesa mediante um pacto de proteção ao futuro casal. O filme "A Odisséia" inicia com o nascimento de Telêmacos e, contrariando o filme, somente quase um ano depois é que apareceram os gregos para obrigá-lo a participar da campanha contra Tróia, pois não foi de livre e espontânea vontade; para não fazer parte, já que se sentia desobrigado por não ter disputado a mão de Helena, passou a agir como um demente, mas foi desmascarado cruelmente por Palámedes, pondo a vida do pequeno Telêmacos em perigo. Esse episódio não foi sequer mencionado no filme. (Contribuição de Valcir Donato - Passo Fundo / RS - Fã de Carteirinha)

5. Acompanhando Menelaus, Diómedes, Acamas e alguns guerreiros, serviu de embaixador diante do rei Príamos para exigir a devolução da princesa Helena, e por muito pouco não escaparam com vida. O filme resume passagens da guerra que se sucedeu, tornando-o principal entre os guerreiros, ao lado de Aquiles — que no filme não usa armadura nem elmo, uma falha grave, faltou informação. (Contribuição de Valcir Donato - Passo Fundo / RS - Fã de Carteirinha)

6. Depois de outras passagens rápidas, o filme mostra um Ulisses arrogante, auto-suficiente, ímpio e parecendo o único comandante da guerra. Isso teria ofendido Posseidon, que o ajudara constantemente a manter-se vivo durante as batalhas. Porém, o motivo tradicional que levou-o à ira de Posseidon, foi pela morte de Palámedes, filho de Náuplios e neto de Posseidon, maquinada por ele em forma de conspiração. Nunca homem algum passou por tantas provações, tudo fizeram para que ele esquecesse Penélope, mas a sua ânsia de revê-la tornava-o decidido e esperançoso. Resistiu o mais que pôde, pois as mulheres que o seduziram foram, a maior parte, feiticeiras, como as irmãs Calipso e Circe, e ambas conseguiram enfraquecê-lo e perder suas esperanças de retornar a Ítaca: com Calipso, teve os filhos Nausítoos, Nausínoos, Telédamos e Áuson, e com Circe, teve os filhos Telégonos, Ágios, Latinos e uma filha, Cassífone. Certamente o filme não mostrou esses detalhes. (Contribuição de Valcir Donato - Passo Fundo / RS - Fã de Carteirinha)

7. As cenas de aventuras, no meu ponto de vista, foram bem feitas, independentemente das "furadas" que provavelmente constaram: o encontro com o ciclope Polifemos, a ida aos Infernos, a luta contra Cila e Caríbdis e o naufrágio de Ulisses. (Contribuição de Valcir Donato - Passo Fundo / RS - Fã de Carteirinha)

8. Faltou ser mostrado a luta dos guerreiros ítacos contra os Cícones e os gigantes Lestrigões, entre outras aventuras menos importantes. (Contribuição de Valcir Donato - Passo Fundo / RS - Fã de Carteirinha)

9. Não me lembro bem, mas acho que não deve ter sido mostrado a passagem pelos recifes das Sereias. E assim, depois de sua volta à Ítaca e a matança dos pretendentes, não esquecendo do emocionante reencontro com sua esposa Penélope, vale dizer que depois da morte de Agamémnon, Pirros, o filho de Aquiles, tornou-se o mais importante rei da Hélade (a Grécia), e foi ele quem julgou e condenou Ulisses ao exílio, pela matança de todos os pretendentes de sua esposa. Ulisses foi para o Épiros, onde casou-se com a rainha Calídice, com a qual teve um filho, Euríalos. Com a morte desta segunda esposa, depois de um tempo, retornou para Ítaca a fim de rever sua esposa Penélope, com quem teve um segundo filho, Poliportes. E, por ironia do destino, certo dia, barrou a entrada de um rapaz, confundido com um bandido, e foi morto pelo estranho, que era nada mais nada menos que seu filho Telégonos, que tivera da feiticeira Circe. (Contribuição de Valcir Donato - Passo Fundo / RS - Fã de Carteirinha)

::Enviar informações deste filme::
Clique aqui para enviar erros e comentários apenas deste filme.

IMAGENS E CURIOSIDADES