VOLTAR BLOCO 12

 

 
 

BEN-HUR
CHARLTON HESTON & JACK HAWKINS

Em Jerusalém no início do século I vive Judah Ben-Hur (Charlton Heston), um rico mercador judeu.

Mas, com o retorno de Messala (Stephen Boyd), um amigo da juventude que agora é o chefe das legiões romanas na cidade, um desentendimento devido a visões políticas divergentes faz com que Messala condene Ben-Hur a viver como escravo em uma galera romana, mesmo sabendo da inocência do ex-amigo.

Traído por seu amigo Messala, Ben-Hur, o príncipe da Judéia, é enviado às galés onde se torna um escravo.

Ao ser adotado por um nobre romano, ele planeja a sua vingança.

Mas o destino vai dar a Ben-Hur uma oportunidade de vingança que ninguém poderia imaginar.

Mas não deixe de ver os erros também.

Direção: William Wyler
Escritor: Karl Tunberg

Baseado no livro de Lew Wallace

Gênero: Drama / Histórico / Épico

Warner Bros & MGM

Título Original: Ben-Hur
Tempo: 212 minutos
Cor: Colorido
Ano de Lançamento: 1959 - EUA
Recomendação: Livre

ELENCO

Charlton Heston .... Judah Ben-Hur
Jack Hawkins .... Quintus Arrius
Haya Harareet .... Esther
Stephen Boyd .... Messala
Hugh Griffith .... Xeique Ilderim
Martha Scott .... Miriam
Cathy O'Donnell .... Tirzah
Sam Jaffe .... Simonides
Finlay Currie .... Balthasar
Frank Thring .... Poncius Pilatus
Terence Longdon .... Drusus
George Relph .... Tiberius
André Morell .... Sextus

FICHA TÉCNICA

Produção .... Sam Zimbalist
Música .... Miklós Rózca
Direção de Fotografia .... Robert Surtees
Direção de Arte .... Edward C. Carfagno
Direção de Arte .... William A. Horning
Figurino .... Elizabeth Haffenden
Edição .... John D. Dunning
Edição .... Ralph E. Winters

PRODUTORAS

Warner Bros.
MGM

DISTRIBUIDORA

MGM

ERROS

O Falha Nossa é único site do mundo a apontar todos os erros deste filme.

1. O primeiro erro do filme lançado em DVD no Brasil, é que ele não tem dublagem.

2. As introduções de cada capítulo são muito longas. A primeira chega a ter 6:30 minutos.

3. Quando a estrela de Belém aparece, a cada tomada ela aparece em uma posição diferente no céu como se fosse um avião, quando na realidade é uma estrela, então sua posição relativamente às outras estrelas não poderia mudar tanto. O céu é sempre diferente.

4. Quando os três Reis Magos entram no celeiro para ver o Jesus, o bastão de José muda de posição. Primeiro em pé, depois inclinado.

5. Logo depois quando o bastão aparece novamente, ele já está em outra posição.

6. Depois de chegar em Jerusalém, as trombetas são tocadas, e dois os cavaleiros fazem referência. Nesse momento eles estão um ao lado do outro na tomada de frente, mas na tomada aberta ao descer dos cavalos, a posição do cavaleiro da direita, Messala, é na frente do outro.

7. Quando Messala e Drusus vão entrar, eles sobem as escadas até o último degrau, mas depois que são convidados para entrar no palácio, Messala e seu amigo ainda sobem mais alguns degraus.

8. Ao tirarem as roupas, Messala comenta que devem procurar objetivos mais difíceis, neste momento Sextus está segurando a caneca de bebida com a mão esquerda e seu braço direito está levantado para o empregado retirar sua armadura frontal, mas após o corte seu braço está abaixado.

9. Quando Ben-Hur abraça Messala na tomada afastada ao se encontrarem a primeira vez, o braço de Judah está nas costas do amigo, mas após o corte na tomada em close, o braço já está perto da cabeça.

10. Messala resolve pegar a lança e os dois amigos aparecem no meio do corredor, mas após o corte os dois aparecem do lado direito deste mesmo corredor.

11. Quando Ben-Hur vai atirar sua lança, existe uma tomada de costas dele onde ele balança e sente o peso de sua lança olhando para ela, mas na tomada seguinte de frente, ele já não olha mais para a lança e sim para o alvo.

12. Quando Messala diz que o vinho é ruim, Ben-Hur retruca dizendo que ele foi feito para os romanos, entre os cortes a posição de Messala muda completamente.

13. Ao entrarem na sala, o romano enche as taças, mas depois de conversarem um pouco, Messala enche as taças de vinho novamente para servir ao amigo Judah Ben-Hur.

14. No outro dia na casa de Judah, Messala aparece para visitá-los. Na tomada aberta vemos uma mulher passando atrás deles da esquerda para a direita, mas após o corte, a mulher sumiu e agora é um homem quem passa da direita para a esquerda.

15. Judah vai mostrar o cavalo branco para Messala, entre as tomadas a posição do Romano muda.

16. Messala está conversando junto a Ben-Hur e diz que o povo judeu já está conquistado. Existe uma tomada que focaliza Ben-Hur de frente, e Messala de costas. Nesse momento o romano fala algo, sua boca se move, mas não ouvimos nada.

17. Depois de servirem a janta, a mãe de Judah fala algo, fica triste e olha para o filho abaixando a cabeça, mas após o corte ela não está mais com a cabeça virada para o lado do filho, e sim para o outro.

18. Ben-Hur está conversando com Esther à noite. Ela diz que nunca se sentiu escrava e agora não se sente livre. Vemos uma tomada de costas de Judah e ele falando algo, mas a boca dele não se move.

19. Depois do corte para a tomada de frente a posição da cabeça dele muda, agora não mais olhando para Esther.

20. Quando as telhas caem e machucam o novo governador, é possível ver que a posição dele e o cavalo mudam entre os cortes da tomada de cima para a de baixo.

21. Depois de ser preso, Ben-Hur é atingido por uma guarda que depois coloca um pedaço de ferro entre os braços. Da primeira para a segunda tomada notamos que a posição deles, antes junto da porta, é agora no meio da cela.

22. Depois de fugir, Judah entra na sala de Messala e pergunta como o amigo pode fazer aquilo. Neste momento o judeu é filmado de frente e sua mão esquerda está sobre a mesa, depois do corte não mais.

23. Observe os livros em cima da mesa de Messala que mudam de posição entre as tomadas.

24. Judah joga a lança no armário atrás de Messala e pede que ele esteja vivo até seu retorno. Messala responde que ele não vai voltar. Os guardas puxam o judeu e entre os cortes a cabeça dele muda de posição.

25. Ben-Hur ao ser preso pelos guardas, derruba as coisas que estão em cima da mesa do lado direito de Messala, mas depois estes objetos estão de volta aos seus lugares sem ninguém tê-los juntado.

26. No deserto, um dos presos aparece morto e o guarda ainda checa isto, depois o empurra duna abaixo, mas é possível perceber que ele ainda está vivo.

27. Ao chegarem na vila, o romano manda darem água aos cavalos. Atrás, os presos aparecem amontoados, mas depois do corte eles estão todos em linha um ao lado do outro.

28. Depois de beberem água, Judah coloca sua mão direita na mão esquerda de Jesus ainda ajoelhado, mas ao se levantar sua mão está bem afastada.

29. Quando Quintos entra no barco e todos estão perfilados, percebemos que o fundo é montagem.

30. Dentro do barco, o novo comandante dá uma chicotada em Ben-Hur que se vira, na tomada de costas o braço do remador que está atrás dele está bem atrás das costas de Judah Ben-Hur, mas na tomada de frente o remador não aparece mais.

31. Na cena onde um dos navios colide com outro, você pode ver claramente que os remadores são bonecos. Eles estão presos aos remos.

32. O comandante do navio mata um marinheiro do outro barco com sua espada, mas quando Ben-Hur sobe, e o comandante é visto novamente, sua espada está limpa, sem sangue.

33. Ben-Hur é atacado por um pirata e coloca fogo no rosto dele. É possível perceber que ele está com uma máscara, pois ele não abre a boca, não grita e não faz nada que deveria fazer com o seu rosto para evitar o fogo.

34. Judah salva o comandante colocando-o em cima de um pedaço de madeira. Existe uma tomada de Judah subindo neste pedaço de madeira, e percebemos que o fundo é uma montagem. Observe as cores dos dois e do fundo.

ABSURDO: 35. 1:25:00h - Quando Ben-Hur começa a tirar a armadura de Quintos, ele está inclinado para a esquerda de costas, mas na tomada lateral ele aparece ajoelhado.

36. Depois de retirar a armadura, Quintos vira-se de frente para olhar seu navio, e Judah aparece ao lado apoiado no seu braço esquerdo, depois do corte para a tomada de costas Ben-Hur aparece deitado com os dois braços para trás.

37. Novo corte para uma tomada de frente e agora ele só está apoiado com o braço esquerdo.

38. Depois de tentar se matar com o punhal, Quintos tenta jogar-se no mar sendo agarrado por Judah. Na primeira tomada o escravo o agarra com o braço esquerdo, e o braço direito enforcando completamente o comandante, mas após o corte em close, o braço está abaixado e não mais em volta do pescoço.

39. Ao acordar, Quintos percebe que está acorrentado, existe um corte, e no close percebemos que a posição deles muda.

40. Ben-Hur avista um navio apoiando seu braço no ombro de Quintos na tomada de frente, mas depois do corte para a outra tomada, o braço não está mais naquela posição, agora ele segura a corrente.

41. Novo corte para a tomada de frente, e Ben-Hur que estava de pé, está quase ajoelhado.

42. Ao serem resgatados, Quintos pergunta se eles ganharam ou perderam a guerra. nesta tomada vemos Judah atrás dele com o braço esquerdo esticado segurando numa corda, mas entre as tomadas a posição do ainda escravo muda, agora com sua mão na altura do queixo.

43. O Cônsul aperta os braços do soldado por terem ganhado a guerra, e o casaco roxo no ombro de Quintos muda de posição. Observe o babado.

44. Novo corte focalizando Judah, e o casaco muda novamente, agora com o babado atrás do ombro.

45. Quando o soldado grita, Quintos coloca sua mão no ombro do escravo e faz com que Judah siga na sua frente, mas depois do corte Judah está atrás de Quintos.

46. Quando o Cônsul chega junto e faz a reverência dizendo "Ave César", existe um corte para um close de César, e a cabeça desse mudou de posição.

47. Logo depois César pega um bastão na tomada em close, mas na tomada afastada a posição com que ele segura o bastão é diferente.

48. Durante a festa, Judah encosta-se na parede junto com uma moça olhando os dançarinos na tomada de perto, mas na tomada afastada, a garota não olha mais para a festa e sim para Judah.

49. Os dois mesmo sentados um ao lado do outro, estão afastados, existe um corte para Quintos e volta para Ben-Hur e agora os dois estão juntos, e Judah agora está triste.

50. Logo depois de agradecer, Quintos manda os músicos continuarem a tocar. Ele desce e se mistura aos convidados, depois do corte ele ainda está ao lado de Ben-Hur e chama por Poncius Pilatos.

51. Quando o Ben-Hur deita em baixo de um coqueiro ele está com véu na cabeça, mas na cena seguinte ele está sem véu. (Contribuição de Marice M.G. Garrido - São Paulo / SP - Fã de Carteirinha)

52. Ainda nesta cena percebemos que ele se deita na sombra da árvore, mas no close, a luz do Sol está batendo em seu rosto.

53. Quando Baltazar vem falar com Ben-Hur, ele está com o braço esquerdo levantado, mas após o corte seu braço está na cintura.

54. A posição de Ben-Hur nesta cena também muda. Antes a palmeira aparece atrás dele, depois em outra posição.

55. O Xeique depois de correr e pegar seus cavalos, dá um chute no condutor da sua biga. Observe que depois do corte este condutor desaparece, surgindo em seu lugar alguns cavalos.

56. Quando Ben-Hur fala dos cavalos, o Xeique comenta que quem estava na ponta era Antares. Existe um corte e percebemos que a posição do Xeique é diferente, inclusive sua roupa.

57. Depois de falar com Antares, o Xeique vai falar com Reigel, existe um corte da tomada de perto para a tomada afastada, observe que entre os cortes a cabeça do cavalo muda de posição, agora abaixada, quando antes estava levantada.

58. Ao se despedir do cavalo Reigel, a mão esquerda do Xeique está no focinho do animal, mas depois do corte sua mão não está mais nesta posição.

59. Enquanto conversam, Esther pede que Judah fique longe de Messala, e ele responde que só fará isso no dia que parara de sentir. Observe que depois do corte a posição de Judah muda.

60. Quando o Xeique vai na sala de massagem dos romanos, ele pergunta se pode entrar, sendo autorizado por Messala. Neste momento existe um corte e a posição do Xeique muda, agora bem mais para dentro da sala.

61. Quando o assistente de Messala pergunta quem vai conduzir os cavalos do Xeique, existe um corte para um close, e o Xeique aparece com o braço direito numa posição diferente segurando um lápis.

ABSURDO: 62. Quando ele faz a anotação do valor da aposta, nitidamente percebemos ele escrever o número 100, fazendo os zeros com duas meias luas, mas quando Messala vai ler o caderno, ele lê 1000 talentos.

63. Messala segura o caderno de formas diferentes entre os cortes. Principalmente a mão esquerda.

64. Depois das apostas, vemos Ben-Hur correndo com os cavalos. Ele pára e existe um corte, ele entra no estábulo onde já estão os cavalos abraçando o animal da esquerda, colocando sua mão direita na boca do animal da sua direita. Depois do corte seu braço está abaixado, não mais abraçando o cavalo que está à sua esquerda, e o braço direito está agora abraçando o outro animal.

65. Depois de brincar com Altair, Ben-Hur se vira e brinca com Aldebaram. Existe um corte, e a mão direita dele no focinho do cavalo muda de posição.

66. Depois de conversar com o Xeique, Ben-Hur desce e vai ver seus cavalos, ficando entre dois deles na tomada de perto, mas na tomada do alto ele está na ponta.

67. Após entrarem no Coliseu, os cavalos vão fazer sua primeira curva, e neste momento percebemos marcas de pneu na areia.

68. Depois de fazerem a primeira curva, já na corrida, existe uma tomada de Ben-Hur e uma de Messala, e nesta tomada podemos perceber que a cena é a mesma da entrada, repetida agora.

69. A cada volta que as bigas dão, reparem na areia, cada volta ela aparece só com uns rastros das rodas, e depois que as bigas passam, elas ficam toda revirada, mas na volta seguinte elas estão perfeitas novamente como se ninguém tivesse passado por ali antes. Fica assim em todas as voltas. Principalmente quando eles passam na frente de Pilatos. (Contribuição de Marice M.G. Garrido - São Paulo / SP - Fã de Carteirinha)

70. Depois de Pilatos dar as boas-vindas para todos, ele puxa a manga do seu casaco estendendo o braço direito para pegar o documento, depois do corte a manga não está mais puxada.

71. Depois de devolver o caderno com o nome dos corredores e pegar o lenço branco, o mesmo erro do manto azul acontece novamente.

72. Após a largada, existe um corte para uma cena de frente dos corredores, e em vez deles estarem da metade da pista para a frente, eles ainda estão antes da largada, perto da curva. Nitidamente uma cena posterior inserida anteriormente.

73. Quando o primeiro corredor cai, antes de completarem a primeira volta, vemos uma tomada de Ben-Hur de frente, e ao fundo não vemos nem a biga virada nem ninguém entrando para socorrê-lo.

74. Um pouco depois vemos uma tomada dos cavalos pretos de Messala se aproximando dos cavalos brancos de Ben-Hur, e novamente percebemos que eles estão no começo da pista, e não no fim onde deveriam estar.

75. Ao completarem a primeira volta, eles fazem a curva e existe uma tomada de um cavalo puxando os cavalos da primeira biga que virou. O problema é que esta primeira biga virou no final da outra reta, e não desta que os corredores estão agora.

76. Logo depois vemos Messala ultrapassando o mesmo corredor de roupa verde que ele já havia ultrapassado na curva anterior.

77. Ao fazerem a curva para completar a segunda volta, percebemos que a sombra dos cavalos e das bigas estão para o mesmo lado, quando deveriam estar para o lado oposto.

78. Quando Messala derruba o adversário de roupa verde, a roda se desintegra ao capotar, mas quando aparece capotando as rodas estão inteiras. (Contribuição de Marice M.G. Garrido - São Paulo / SP - Fã de Carteirinha)

79. Quando este corredor cai, a luz do Sol é forte, mas quando ele aparece se livrando da primeira biga que passa, pulando para o lado, não existe mais Sol.

80. Um segundo depois ele pula para o lado, e nesta tomada a luz do Sol aparece forte novamente, e podemos ver sua sombra no chão.

81. Ao ser atropelado percebemos que o corredor é um boneco, mesmo a cena sendo muito bem feita.

82. Quando este homem de verde cai, Messala e Ben-Hur continuam reto e fazem a curva, eles andam toda a reta e fazem a curva novamente seguindo na reta oposta, e vemos que os homens ainda estão retirando o corpo deste corredor, o que já deveriam ter feito há muito tempo, pois os corredores deram uma volta completa, o que daria tempo suficiente para retirar o homem machucado.

83. Ao completarem a terceira volta, podemos perceber que já saíram três corredores, mas ainda conseguimos contar na corrida sete bigas, totalizando dez bigas. O problema é que haviam apenas nove corredores.

84. Na próxima curva podemos contar novamente sete bigas, com as três que saíram temos um total errado novamente de dez corredores.

85. Na quarta volta dois corredores batem um no outro caindo ambos, totalizando cinco bigas fora da corrida, devendo restar apenas quatro, mas na próxima curva filmada de cima, com a estátua em primeiro plano, percebemos ainda cinco bigas na corrida.

86. Ao passarem junto da parede, uma das bigas derruba um soldado, que ao cair é atropelado pela biga que vem atrás. Observe que mesmo sendo derrubado e atropelado, ele não solta sua lança nem por um segundo, indicando que na realidade ele é um boneco.

87. Na corrida das bigas há uma cena em que a biga de Charlton Heston dá um salto. Ele é arremessado para frente e quase cai, ferindo-se na testa. Dá para se ver claramente que trata-se de um dublê. (Contribuição de Marcelo Gaspar - Michigan / USA - Fã de Carteirinha)

88. Numa tomada frontal de Ben-Hur, ele se curva para frente tentando reaver as rédeas de sua biga, mas depois do corte para a tomada de trás, além de já estar longe da parede, ele também já aparece de pé e controlando sua biga.

89. Ao completar a sexta volta, percebemos que existem cinco bigas correndo, quando deveriam existir apenas quatro.

90. Quando Messala cai, ele cai de lado, mas depois que Ben-Hur joga fora o chicote, e Messala aparece novamente, ele está em outra posição, paralelo à pista de corrida.

91. Quando Ben Hur finalmente derrota Messala, a roda do oponente desintegra. Porém, quando a biga voa no ar, nós podemos ver as rodas intactas em ambos os lados.

92. Uma das Bigas parece ter uma porca ou parafuso de aço no meio do cubo da roda.

93. Quando Messala cai, ele é o sexto comedor a abandonar a corrida. Deveriam sobrar apenas três correndo, mas depois de Ben-Hur jogar o chicote fora, vemos na reta quatro bigas correndo.

94. Ben-Hur coloca a coroa dele em uma mesa ao lado esquerdo da entrada da sala quando visita Messala. Mas depois a coroa desaparece.

95. Na cena dos leprosos, vemos algumas pessoas descendo por um elevador a comida para os doentes. Na primeira tomada existem cinco mulheres esperando, mas depois do corte, as mulheres mudaram de posição.

96. Depois de encontrar Baltazar no sermão de Jesus na colina, Ben-Hur senta-se numa pedra ao lado do rio. Na tomada de costas ele vai se abaixar para pegar a água e beber, após o corte ele já está quase bebendo.

97. Baltazar se despede de Ben-Hur colocando sua mão direita no peito do amigo na tomada de costas, depois do corte na tomada de frente, o braço está totalmente abaixado.

98. Depois de passar pela pregação de Jesus, que Ben-Hur não assiste, ele vai até o palácio. Ele entra e fica parado bem no meio dos quadros pintados no chão. Observe que logo depois que Pilatos aparece, a posição de Judah mudou.

99. A posição de Pilatos na frente de Judah muda quando ele diz que tem uma mensagem do pai de Ben-Hur.

100. Pilatos fala que Judah pode se tornar parte da tragédia. Existe um corte focalizando Pilatos de costas e a posição desse muda, inclusive seu braço.

101. Sua posição muda mais uma vez quando Ben-Hur pede que Pilatos devolva o anel de Quintos.

ABSURDO: 102. 0:52:22h do segundo DVD - Pilatos diz que não poder proteger Ben-Hur. Observe que ele está virado com seu ombro direito próximo de Ben-Hur na tomada de frente, mas na tomada de costas, ele aparece virado ao contrário.

103. Quando Ben-Hur está conversando com Esther, ela diz que ele está se transformando num Messala. Ele se vira para ela e temos um corte, e a posição dele muda.

104. Quando Miriam e Thirsa ficam boas, a mãe passa a mão nos cabelos da filha que são lisos, mas após o corte os cabelos dela são cacheados.

105. Ben-Hur encontra sua mãe e irmã já curadas colocando seu braço esquerdo no ombro da gaota, mas após o corte sua mão não está mais no ombro da irmã.

ERROS RETIRADOS

ANTIGO ERRO 1. Quando Judá abraça sua mãe, ele está usando o anel que mais cedo havia dado para Pôncio Pilatos.

ANTIGO ERRO 10. Ben Hur é visto tirando o anel que ele recebeu do Imperador Romano e devolvendo. Mas na cena onde ele visita a colônia de leprosos, você pode ver que ele está usando o mesmo anel. --> Se for prestada atenção na história, será verificado que há dois anéis distintos que ele usa...Um ganho de seu padrinho romano e outro que ele toma de sua escrava Esther, logo no começo do filme, quando a liberta. Ele diz que usará este anel até encontrar uma esposa, que será ela própria... (Contribuição de José Roberto - Fã de Carteirinha)

ANTIGO ERRO 2. Na cena das bigas, um dos tocadores de trombeta está usando relógio de pulso. (Este erro não aparece na nova versão em DVD)

ANTIGO ERRO 3. Durante uma corrida de bigas, é possível ver no céu, atrás da cabeça de Ben-Hur, um jato. E seu rastro marca em branco o céu azul. (Este erro não aparece na nova versão em DVD)

ANTIGO ERRO 13. Em uma das tomadas panorâmicas da arena de corrida de bigas, é possível ver um carro vermelho passando na área após a arena. (Contribuição de Elias Mora - SP - Fã de Carteirinha) --> (Este erro não aparece na nova versão em DVD)

::Enviar informações deste filme::
Clique aqui para enviar erros e comentários apenas deste filme.

IMAGENS E CURIOSIDADES

Épico clássico, o filme de William Wyler foi premiado com 11 Oscars, nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (Charlton Heston), Melhor Ator Coadjuvante (Hugh Griffith), Melhor Direção de Arte - A Cores, Melhor Fotografia - A Cores, Melhor Figurino - A Cores, Melhores Efeitos Especiais, Melhor Edição, Melhor Trilha Sonora e Melhor Som. Foi ainda indicado na categoria de Melhor Roteiro Adaptado.