VOLTAR BLOCO 37

 
   

CASA DE AREIA
FERNANDA MONTENEGRO & FERNANDA TORRES

A saga de Áurea começa em 1910, quando, em busca de um sonho que nunca lhe pertenceu, ela chega em caravana a um enorme labirinto de areia no Maranhão, Nordeste do Brasil. À procura de terras que o marido, Vasco, acredita serem prósperas, ela se vê condenada à vida num lugar inóspito, tendo como única companhia feminina sua mãe, Dona Maria. Grávida, e inconformada com o destino, a mulher faz de tudo para encontrar uma saída. Mas o tempo vai pouco a pouco transformando essa história embalada por profundos sentimentos, que vão do desespero à plenitude.

São 59 anos convivendo com a iminência da partida. A princípio impedida por Vasco, Áurea é obrigada a morar numa casa no alto de uma duna. Até que um dia, ao lado da mãe, ela presencia a morte do marido, soterrado na própria loucura e, num misto de dor e alívio, acredita estar livre. Mas, na verdade, virara refém da sorte.

Abandonada no deserto com a filha, Dona Maria sai à procura de um pequeno povoado originário de um antigo quilombo, onde só vivem negros. E assim conhece Massu, que virá a ser o grande companheiro das duas. É ele que as ensina a trocar pertences por comida. E sal, trazido de longe por Chico, único homem capaz de chegar e sair dali deliberadamente, e a quem Áurea se apegará na esperança de partir depois de dar à luz.

Nasce uma menina, também chamada Maria. Nove anos passam e Dona Maria é a primeira a dar sinais de que há sentido na vida naquele lugar. Mas Áurea continua obstinada, esperando a filha crescer para encarar a travessia. A possibilidade de realizar o seu maior desejo ressurge com a volta do vendedor de sal. Quando tudo parece perfeito, Massu surpreende, impedindo a partida.

Desesperada, Áurea corre pelo areal atrás de Chico. Em vez dele encontra o Tenente Luiz, jovem que guia um grupo de cientistas na pesquisa do eclipse total da lua na região. Numa passagem emocionante, ela resgata sentimentos, redescobre o sexo e a chance de refazer a vida. Porém, mais uma vez por circunstâncias que independem de sua vontade, Áurea permanece no areal. E, ao lado de Massu, descobre que, na verdade, seu lugar é ali.

Mas não deixe de ver os erros também.

Diretor: Andrucha Waddington
Escritora: Elena Soárez

Gênero: Drama

Site Oficial: Casa de Areia

Columbia Tristar Filmes do Brasil

Título Original: Casa de Areia
Tempo: 103 minutos
Cor: Colorido
Ano de Lançamento: 2005 - Brasil - 13 maio de 2005.
Recomendação: 14 anos

ELENCO

Fernanda Montenegro .... Dona Maria (60 e 69 anos)
Fernanda Montenegro .... Áurea (60 e 87 anos)
Fernanda Montenegro .... Maria (58 anos)
Fernanda Torres .... Áurea (28 e 37 anos)
Fernanda Torres .... Maria (31 anos)
Seu Jorge .... Massu (30 e 39 anos)
Luiz Melodia .... Massau (62 anos)
Enrique Diaz .... Luiz (35 anos)
Stênio Garcia .... Luiz (58 anos)
Ruy Guerra .... Vasco de Sá
Emiliano Queiroz .... Chico do Sal
Camilla Facundes .... Maria (8 anos)
João Acaiabe .... Pai de Massu
Haroldo Costa .... Capataz
Jorge Mautner .... Cientista
Nelson Jacobina .... Cientista

FICHA TÉCNICA

Produção .... Leonardo Monteiro de Barros
Produção .... Pedro Buarque de Hollanda
Produção .... Pedro Guimarães
Produção .... Andrucha Waddington
Co-Produção .... Lucy e Luiz Carlos Barreto
Co-Produção .... Walter Salles
Fotografia .... Ricardo Della Rosa
Montagem .... Sérgio Mekler
Supervisão de Efeitos Visuais .... Fábio Soares
Produção Executiva .... Tim Maia
Produtora Delegada .... Claudia Braga
Direção de Produção .... Fernando Zagallo
Direção de Arte .... Tulé Peake
Figurino .... Claudia Kopke
Maquiagem .... Martín Macías Trujillo
Som Direto .... Jorge Saldanha
Supervisão de Edição de Som .... Miriam Biderman
Mixagem .... Mark Berger
Trilha Sonora .... Carlo Bartolini e João Barone

PRODUTORAS

Principal Conspiração Filmes
Columbia Tristar Filmes do Brasil
Globo Filmes
TeleImage
Quanta Centro de Produções
LocaAventura

DISTRIBUIDORA

Columbia Tristar Filmes do Brasil

ERROS

1. Quando Fernanda Torres chega no acampamento no começo do filme, vemos que ela está grávida, pois sua barriga está grande, mas depois que o marido dela morre, não vemos mais sua barriga grande.

2. Como que as duas conseguiram tantas cabras se os empregados fugiram e levaram tudo?

3. Quando Fernanda Torres está voltando depois de encontrar a luneta, ela pára e olha para o Sol. Neste momento vemos que sua roupa no ombro muda entre esta e a próxima tomada. Observe o pano preto.

4. Quando o soldado vai explicar para Fernanda Torres sobre as fotos que tiraram, ele começa a se abaixar na tomada de frente, depois do corte ele já está abaixado e já soltou a garrafa de bebida ao lado.

5. Fernanda Torres encontra as pegadas na areia e vai buscar a filha, achando que os cientistas voltaram. Observe que não aparece as marcas das rodas das carroças que também deveriam aparecer.

6. Quando Fernanda Torres está fazendo sexo com o negro, vemos que sua roupa é completamente arrancada, deixando nua por completo, mas em uma das tomadas é possível ver que ela ainda está com alguma parte do seu vestido branco cobrindo seu corpo.

7. Maria encontra o corpo do piloto no chão e retira seu casaco. Seria improvável ela fazê-lo tão facilmente dado ao estado de rigidez que o corpo fica após a morte. Observe que ele já está cheirando mal.

8. Na Sinopse oficial do filme divulgada estava escrito: "A saga de Áurea começa em 1910, quando, em busca de um sonho que nunca lhe pertenceu, ela chega em caravana a um enorme labirinto de areia no Maranhão, Norte do Brasil". Mas o Maranhão fica no Nordeste do Brasil, e não no Norte. (Contribuição de Gildenilson Albuquerque da Costa - Londrina / PR - Fã de Carteirinha)

9. No momento em que Luiz, aos 35 anos, mostra o obelisco de 19.05.19 para Áurea (Fernanda Torres) e lhe fala de viagens espaciais levando um homem, há um engano no sentido de que a construção de foguetes experimentais começou em 1935, nos Estados Unidos através de Robert Hutchings Goddard, um professor de física experimental, ano em que testou um foguete de autopropulsão movido a combustível líquido, e também a época em que começou a se falar em por um ser humano em órbita. (Contribuição de Mauro Alvim - Fã de Carteirinha)

10. Ademais, quanto à equipe de cientistas que vieram ao Brasil para investigar o eclípse ocorrido em 29 de maio de 1919, não foi ninguém para os lençóis de areia do Maranhão e sim para a cidade de Sobral, no Ceará, exatamente para pesquisar sobre a teoria da relatividade de Einstein, onde hoje existe um museu do Eclípse. Mas, para desenvolver a criatividade do roteirista, tudo é válido! (Contribuição de Mauro Alvim - Fã de Carteirinha)

11. A direção de arte do filme está sendo merecidamente premiada, mas ainda não consigo entender como Tulé Peake colocou no filme aquele obelisco com a data 19.05.1919, como está no objeto em cena, a grafia de datas por numerais que, em bom e atual português, seria 19/5/1919, parece-me errada para a época. Os meses de janeiro a setembro indicados com um zero à frente (01,05...) são influência dos meios eletrônicos, mais especificamente da linguagem binária, que necessita 'marcar' o espaço das dezenas, das centenas... mesmo que a série não seja 0-99, e sim 1-12 ou 1-30 ou 31, caso dos dias de cada mês. Monumentos antigos, até os anos 30, por aí, até vinham com os meses em romanos, e o ano abreviado (não muito...) em número de décadas: 919 em lugar de 1919, não sei por quê a economia de um algarismo, mas 19.05.1919 está um pouco binário demais para os lençóis maranhenses, mesmo tendo sido plantado o obelisco por alienígenas (epa!). (Contribuição de Angelo de Souza - Rio de Janeiro / RJ - Fã de Carteirinha)

::Enviar informações deste filme::
Clique aqui para enviar erros e comentários apenas deste filme.

PROMOÇÃO ENCERRADA

O Falha Nossa convidou você para viver esta saga.
Eles mandaram um e-mail respondendo. Em que estado brasileiro se passa o filme?
E concorreram a prêmios inéditos do filme. Confira os prêmios e o resultado.

1º ao 10º lugar
1 par de ingressos para ver o filme.

Ana Luzia Cardozo - Recife / PE
Araújo Carlos de Melo - Bauru / SP
Carolina da Silva Matias - Curitiba / PR
Cezar Pablo Oliva - São Paulo / SP
Fabrício Rodrigues - Rio de Janeiro / RJ
Mariana Menino - Porto Alegre / RS
Olivar Ratochemback Júnior - São Paulo / SP
Paulo Mendes de Souza - Manaus / AM
Samarina B. Claro - Brasília / DF
Silas Alencar Rocha - São Paulo / SP

O Falha Nossa agradece a participação de todos.

IMAGENS E CURIOSIDADES

TRAILERS E LINKS

Trailer em resolução alta - http://www.virtualnet.com.br/download/casadeareia/avant_high.zip
Trailer em resolução média
-
http://www.virtualnet.com.br/download/casadeareia/avant_medium.zip
Trailer em resolução baixa
-
http://www.virtualnet.com.br/download/casadeareia/avant_low.zip

pop_trailer.htm