Olá amigos e Fãs de Carteirinha

Desde agosto de 2006 estamos contando com a colaboração da Jornalista Viviane França que trará toda semana uma notícia direto da redação para você. Assim como a coluna Direto dos EUA com nosso correspondente André Ribeiro, toda semana uma notícia quentinha do que anda rolando nos bastidores do cinema. Você ainda confere as notícias enviadas pelos colaboradores Marvin Yuri Quirino Brito e Fabrício Augusto.

Ver também Notícias Antigas 2002 | 2003 | 2004 | 2005

AGO/06 | SET/06 | OUT/06

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR OUTRAS NOTÍCIAS DIRETO DOS EUA

NOVEMBRO 2006

 
(25/11/2006) - Happy Feet - O Pingüim.

Uma bela e sensível história sobre Mano (Elijah Wood), um pingüim Imperador que não sabe cantar, mas que é uma fera no sapateado, estréia esta sexta-feira nos cinemas do país. Não há como não se encantar com este novo longa-animado da Warner. A criativa história sobre os pingüins Imperadores da Antártica, onde você só é alguém se for capaz de cantar, é deliciosa. As canções, os personagens e os cenários de paisagens congeladas, tornam o longa atrativo para as crianças e também para os adultos. Com um elenco de grandes astros emprestando as vozes – Robin Williams, como Ramon e Amoroso, o Guru; , Hugh Jackman, como Memphis, o pai de Mano; Nicole Kidman, como Norma Jean, a mãe de Mano , Brittany Murphy, como Glória, a melhor cantora do grupo e Hugo Weaving, como Noé, o intransigente Ancião – Happy Feet- O Pingüim fala sobre confiança e auto-aceitação. Em ser diferente em um grupo e aprender a conviver com está diferença. Em não permitir que outras pessoas guiem sua vida e o faça abrir mão daquilo que você realmente gosta. Mensagem que as crianças irão captar facilmente. Contando a história através dos vários estilos musicais, Happy Feet é embalado por belas canções que tudo têm a ver com o enredo. O diretor George Miller (Mad Max, O Óleo de Lorenzo) selecionou dentre várias canções, pérolas como “Somebody To Love”, do Queen; “My Way” de Frank Sinatra, aqui interpretada por Robin Williams, em espanhol; “Kiss” de Prince, onde Hugh Jackman e Nicole Kidman fazem um dueto, dentre outras. Mas o filme não possui apenas números musicais. Os co-roteiristas Judy Morris e Warren Coleman incluíram várias cenas de ação, como as dos pingüins fugindo de predadores e escapando de avalanches. Para a versão dublada, a Warner convidou o ator Daniel de Oliveira para dar vida e simpatia a Mano e Sidney Magal para dar carisma e seu toque todo latino ao personagem Amoroso. No Brasil , Happy Feet deve seguiu o mesmo sucesso dos cinemas americanos, onde o filme conseguiu deixar para trás o tão aguardado 007 - Casino Royale e arrecadar mais de U$ 42,3 milhões de dólares.

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(25/11/2006) - O Pacto, um thriller sobrenatural da Columbia Pictures, estréia nos cinemas.

Dirigido para o público jovem, o filme do diretor Renny Harlin (Exorcista: O Início, Duro de Matar 2, A Hora do Pesadelo 4 – O Mestre dos Sonhos) traz tudo o que se espera de um longa voltado para esta faixa etária: música, garotas, velocidade e competição. Com um ritmo frenético, um cenário sombrio e uma trilha sonora embalada por Tomandandy (que já realizou trabalhos para os filmes JFK – A Pergunta que não quer Calar”, “Assassinos por Natureza”, “O Suspeito da Rua Arlington”, “A Última Profecia”, dentre outros), o filme conta à história de um pacto de silêncio feito em 1692 por membros de cinco famílias. Mas uma delas, sedenta por usar os poderes, foi banida do grupo. Nos dias atuais conhecemos quatro garotos – Caleb Danvers, Pogue Parry, Tyler Sims e Reid Garwin – que nasceram com os poderes sobrenaturais de seus ancestrais e que mantêm a promessa ainda viva. Mas com a chegada do quinto descendente - Chase Collins - o pacto corre o risco de ser quebrado e a vida de todos passar a correr perigo. Mais do que uma sorte, os poderes são uma maldição, pois cobra um alto preço para aqueles que os usam constantemente: a morte do corpo por um envelhecimento prematuro. Assim, quem os possui precisa lutar com ele mesmo para não ser tentado a usá-los constantemente. Tentação pela qual Celeb Danvers terá que enfrentar. Como o mais velho do grupo ele irá “ascender”, ganhar mais poderes, quando completar 18 anos. E seu aniversário está próximo, coincidindo com a chegada do quinto descendente. Baseado no roteiro original de J.S. Cardone, O Pacto traz um elenco de jovens atores: Steven Strait (Super Escola de Heróis), Taylor Kitsch (Serpente a Bordo), Chase Crawford (For All the Right Reasons) e Toby Hemingway (The Feast of Love ) são os quatro amigos; Sebastian Stan (The Architect) é quinto garoto; Jessica Lucas (Ela é o Cara) e Laura Ramsey (Ela é o Cara) são as namoradas de dois dos quatro rapazes do grupo. Um detalhe: as duas atrizes foram colegas de cena no filme Ela é o Cara. Apesar da história sobre a velha e conhecida bruxaria ser o ponto de partida do filme, o diretor conseguiu inserir elementos novos na trama. Não há gatos pretos, vassouras, caldeirões ou chapéus pontiagudos. Os bruxos de Harling são bonitos, modernos, dirigem carrões, estudam em um internato para a elite da região e fazem tudo o que os garotos “normais” fazem no dia-a-dia. Primeiro lugar nas bilheterias americanas , quando estreou em setembro, o O Pacto é um filme sem compromisso. Uma boa sessão pipoca!

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(25/11/2006) - Sentinela diverte sem comprometer-se com política.

No início, você pode até pensar que está assistindo a um filme que muito se parece com os demais. Mas logo descobre que Sentinela, do diretor Clark Johnson (S.W.A.T – Comando Especial), é muito melhor. O ritmo acelerado do filme com seus diálogos inteligentes exigem um espectador atento. Em cada cena Johnson fornece pistas e cria, em quem assiste a história, a sensação de que alguém observa à distância os passos de Pete Garrison, aqui vivido pelo oscarizado ator Michael Douglas (Traffic). Podemos observar os movimentos de Garrison com pessoas, objetos e carros passando a todo o momento pela frente da câmera. Na trama, Douglas é um dos agentes de maior confiança do serviço secreto dos EUA, responsável pela segurança da primeira-dama Sarah Ballentine (Kim Basinger, Los Angeles – Cidade Proibida), que injustamente é acusado de traição e de elaborar um plano contra a vida do presidente americano. Obrigado a refugiar-se, ele utiliza todo o seu conhecimento para encontrar provas que possam provar sua inocência. Enquanto caça o verdadeiro agente traidor, ele precisa despistar dois agentes federais que estão em seu encalço: seu ex-amigo David Breckinridge (Kiefer Sutherland, da série 24 horas) e a parceira dele, Jill Marin (Eva Longoria). Aliás, o grupo de atores foi um dos grandes acertos do diretor. Tanto Douglas quanto Sutherland, Longoria e Basinger estão ótimos em seus papéis, tornando Sentinela um filme tenso. Um bom suspense para os apreciadores do gênero. Lançado pela FOX em DVD, o longa chega nas locadoras no dia 9 de dezembro.

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(23/11/2006) - Confira as novas imagens do filme Harry Potter e a Ordem do Fênix

Inclusive com a foto do primeiro beijo de Harry.

Direto da Redação

 
(20/11/2006) - Stay Alive - Jogo Mortal

Dirigido e escrito pelo estreante diretor William Brent Bell, Stay Alive – Jogo Mortal é um filme de terror que irá divertir os fãs. Inspirado na história real de uma assassina serial do século XVII, conhecida como “A Condessa Sangrenta”, Stay Alive – Jogo Mortal conta a história de um jogo que está em processo de finalização para ser comercializado no mercado, quando uma cópia do mesmo chega antes nas mãos de um grupo de jovens. Ansiosos para enfrentarem novos desafios, eles iniciam o jogo e um a um começam a morrer. Um detalhe: quem morre no jogo, também morre na vida real e morre da mesma maneira que os seus personagens do vídeo game. Aterrorizados passam a desconfiar do game. Surge então uma dúvida. Quem está jogando com quem? Eles ou o game? Com cenas ágeis e bem dirigidas, o filme “prende” na cadeira quem o assiste. William Brent consegue realizar uma história que em nenhum momento se torna entediante. As situações em que ele coloca seus personagens são aceitáveis, já que possuem alguma lógica. Até as mortes são bem planejadas e executadas, não precisando utilizar-se de cenas chocantes ou grotescas. O segredo está na tensão em que elas provocam antes de atingir o clímax. Com um elenco de jovens atores, estrelas de seriados norte-americanos de sucesso – Frankie Muniz de “Malcom In The Middle”; Samaire Armstrong de “The O.C”; Sophia Bush de “One Tree Hill”; Jon Foster de “Life As We Know It”, entre outros – o diretor consegue dar credibilidade a sua história e impor um ritmo de vídeo game, filmando as cenas com diferentes ângulos de câmera. Todo este conjunto torna Stay Alive – Jogo Mortal um passatempo atraente, inteligente e bem executado, que vale a pena dar uma olhadinha, mesmo que você não seja um fã de filmes de terror. Lançado pela Universal, o DVD chega nas locadoras no dia 22 de Novembro.

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(20/11/2006) - Flashstar lança em Novembro, nas locadoras.

Dragon Tiger - Uma emocionante história sobre três jovens heróis que acreditam piamente na justiça e na verdade , já nas locadoras. Criado pelo popular animador e escritor de mangas, Tony Wong Yuk-Long, Dragon Tiger é uma facção das artes marciais fundada por Tiger Wong, Dragon Wong e Turbo Shek. Três jovens que acreditam piamente na justiça e na verdade.
Quando eles se apoderam, sem querer, de uma placa dourada, símbolo de uma das maiores organizações criminosas do Oriente, o “Lousha Gate” , passam a ser alvo de um poder amaldiçoado, provocando uma verdadeira batalha entre o Bem e o Mal.
O Inquilino - O Inquilino é um thriller baseado no romance do premiado escritor Bernard Malamu. Autor ganhador do Prêmio Pulitzer e cujas obras The Fixar e The Natural já foram adaptadas para o cinema. Selecionado no Festival de Tribeca em Abril de 2005, O Inquilino é uma obra sociopolítico que conta a história de dois escritores. Esperança e Preonceito - Esperança e Preconceito é um thriller do diretor Jeff Stanzler. Selecionado no Festival Internacional de Cinema de Toronto 2005 e no Festival de Filmes AFI 2005, o filme conta a história de Ashade (Abdel Kechiche), um taxista mulçumano que cruza com uma problemática passageira (Robin Wright Penn) que modificará sua vida. Um filme totalmente imprevisível. O Carrasco - Ambientado no século 16, num dos mais violentos e intolerantes períodos da História. O Carrasco é um filme sobre coragem, fé e amizade entre dois jovens. Georg (Peter McDonald) e Martin (Nikolaj Coster-Waldau) são dois inseparáveis amigos, criados em um monastério que quando adultos seguem diferentes caminhos. Georg escolhe a vida eclesiástica, enquanto Martin opta por servir ao estado como soldado. Após um período de ausência, Martin retorna a cidade e encontra o amigo envolto a problemas com a Reforma de Lutero e a Igreja Católica. Os anos passam e Martin casa-se com Anna (Anastasia Griffith), filha da figura mais temida e odiada da cidade, o Carrasco, e injustamente é acusada pela corrupta Igreja de praticar bruxaria. Perseguida pela instituição, o casal inicia uma desesperada fuga, onde a amizade entre Martin e Georg é colocada em xeque. Produzido em seis países com uma equipe internacional, O Carrasco fez sua estréia na competição do Festival de Montreal em 2005, onde foi recebido com ótimas críticas.

Em 2007 - 88 Minutos - Al Pacino corre contra o tempo em “88 Minutos”. O novo filme do diretor Jon Avnet, 88 Minutos, traz Al Pacino no papel de um professor que também exerce o trabalho de psicanalista para o FBI. Ameaçado, ele tem apenas 88 minutos de vida para usar suas habilidades e encontrar o assassino, antes que o tempo se esgote. Os suspeitos são dois alunos problemáticos, vividos por Benjamin Mckenzie (o Ray do Seriado The O. C) e Leelee Sobieski (A Casa de Vidro); uma amante rejeitada, interpretada pela atriz Alicia Witt (Amor à Segunda Vista) e um assassino que está no corredor da morte, vivido por Neal McDonough (Com as Próprias Mãos). Nós todos buscamos por alguma coisa - O filme de estréia do diretor Mike Cahill, O Rei da Califórnia, traz Michael Douglas no papel de Charlie, um pai maníaco-depressivo que acredita existir um tesouro enterrado debaixo de um supermercado próximo do lugar onde ele e sua filha vivem. Evan Rachel Wood (O Outro lado da Raiva, Aos Treze) interpreta Miranda, uma adolescente que vê na loucura do pai mais uma complicação para sua juventude. Baseado no popular videogame DUNGEON SEIGE - O novo filme do diretor Uwe Boll, In The Name of the King, conta a história de Daimon, um humilde camponês que procura por sua mulher, seqüestrada pelos diabólicos Krugs, uma raça de guerreiros liderados por Gallian.

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(20/11/2006) - MUITA TECNOLOGIA EM HAPPY FEET: O PINGÜIM

Processos e ferramentas foram desenvolvidos para garantir efeito ‘real’ à animação. A combinação de arte e tecnologia foi a estratégia do diretor George Miller e sua equipe para levar os pingüins da distante e gelada Antártica para o mundo animado por computador de Happy Feet: O Pingüim. A mais nova animação da Warner Bros. Pictures chega aos cinemas brasileiros no próximo dia 24 e conta a saga do pequeno Mano, o pingüim imperador que não sabe cantar, mas é fera no sapateado. Para a produção de Happy Feet: O Pingüim, os realizadores fizeram uma expedição à Antártica e tiraram mais de 80.000 fotografias do dia-a-dia dos pingüins. O material serviu como base para garantir veracidade à animação. Já nos estúdios, o trabalho reuniu, além de grandes nomes como Robin Williams, Elijah Wood e Hugh Jackman na dublagem dos personagens principais, atores e bailarinos que tiveram os movimentos capturados por sensores espalhados por seus corpos e transferidos para os computadores. A técnica permitiu à equipe de produção conferir o resultado em tempo real diretamente nos personagens já animados. Os movimentos de um pequeno grupo de dançarinos foram multiplicados inúmeras vezes para produzir os milhares de pingüins de diferentes cores e estilos de dança presentes na animação. Já as diferenças de nuance na expressão dos personagens principais e de características sutis, como os olhos azuis de Mano e as penas na cabeça de Ramon, foram alcançadas com o uso da animação por quadros. Como resultado, os espectadores poderão acompanhar os personagens individualmente, mesmo no meio do elenco. O pequeno número de cortes, 800 no total, também foi um outro recurso utilizado pela equipe para possibilitar o acompanhamento dos personagens ao longo da historia, até mesmo segui-los no meio da multidão monocromática. Happy Feet: O Pingüim levou quase quatro anos para ser feito e mais da metade do tempo foi para criar a canalização digital, incluindo processos para fazer as peles e as penas dos personagens, que deveriam parecer molhadas sob a água ou mesmo secando aos poucos ao longo de uma cena, pois os personagens estavam na terra. Mano, por exemplo, tem seis milhões de penas. Para mostrar a interação dos personagens com o ambiente, foram criadas ferramentas para que os pingüins deixassem suas pegadas na neve quando andavam ou para levantarem partículas quando dançavam. Happy Feet: O Pingüim conta a história de Mano, um pingüim imperador que não consegue cantar e, assim, conquistar sua amada Glória, como manda o figurino entre os da sua espécie. Mano, porém, é uma fera no sapateado e só saberá dar valor ao talento que tem depois de encontrar Amoroso e sua turma de pingüins não tão altivos como os imperadores, mas cheios de alegria e ginga. Dirigido por George Miller (Mad Max, O Óleo de Lorenzo), Happy Feet: O Pingüim tem estréia prevista nos cinemas brasileiros para 24 de novembro e é um dos pré-indicados ao Oscar® na categoria Efeitos Especiais. www.happyfeetopinguim.com.br

Direto da Redação

 
(20/11/2006) - Nova aventura de James Bond tem abertura histórica para um filme do Agente 007 nos cinemas do Reino Unido.

A superprodução 007 CASSINO ROYALE (Casino Royale) registrou uma abertura absolutamente espetacular nos cinemas do Reino Unido nesta quinta-feira, 16 de novembro. A 21ª. aventura do mais famoso agente secreto do cinema, James Bond, bateu recorde histórico de bilheteria para a abertura no Reino Unido de um filme da bem-sucedida franchise da Sony Pictures/ MGM, lançada em 1962 com “007 Contra o Satânico Dr. No”, estrelado, na época, por Sean Connery. A expectativa é de que 007 CASSINO ROYALE, que marca a estréia do astro Daniel Craig como James Bond, fature um acumulado de 1.6 milhão de libras esterlinas somente em seu primeiro dia de exibição. Mais positivo ainda é o fato de o resultado nas bilheterias ter sido registrado um dia antes da estréia oficial do filme dirigido por Martin Campbell nesta sexta-feira, 17 de novembro. O antigo recorde histórico para uma abertura de filme de James Bond pertencia a “007 – Um Novo Dia Para Morrer” (Die Another Day). Além da fantástica abertura nos cinemas britânicos, 007 CASSINO ROYALE tem acumulado uma série de excelentes elogios da crítica especializada internacional e aplausos calorosos do público. Segundo analistas, o longa-metragem conta a qualidade de um blockbuster de grande sucesso e potencial para aberturas históricas e uma longa e bem-sucedida carreira nas salas de exibição do mundo inteiro. “Estamos muito felizes com os resultados deste incrível longa-metragem no Reino Unido e certos de que eles se repetirão com a mesma força em nossos cinemas bem como em muitos outros países. Temos um filme de qualidade que, sem dúvida, será um marco para esta tão adorada série cinematográfica”, comemorou Telma Gadioli, Diretora de Marketing da Sony Pictures no Brasil onde 007 CASSINO ROYALE tem estréia marcada para o dia 15 de dezembro de 2006. Apesar do grande alarde, os fãs estão saindo dos cinemas reclamando do filme, dizendo que não era tudo aquilo que esperavam.

Direto da Redação

 
(16/11/2006) - Confira a primeira capa do filme Harry Potter e a Ordem do Fênix

Divulgada a primeira capa oficial do filme.

Direto da Redação

 
(14/11/2006) - Para os Fãs de 007

A Columbia Pictures criou um site, similar ao de O Código Da Vinci, para 007 CASSINO ROYALE. Esse site conterá imagens da pré-estréia internacional do filme, com a presença da Rainha da Inglaterra e o Príncipe Philip, que acontecerá em Londres 14 de novembro. Estarão presentes também elenco e produção, e as imagens serão da chegada dos artistas, realeza e executivos da Sony no tapete vermelho e da festa após a apresentação do filme. As imagens e atualizações sobre os acontecimentos do evento estarão à disposição na noite do dia 14 aproximadamente às 22h00 (hora de Londres). Além das imagens exclusivas, notas da produção e press kits estarão à disposição no site.
Link para acesso: Site:
http://crlondonworldpremiere.sonypicturespublicity.com/

Direto da Redação

 
(14/11/2006) - Missão Impossível 3 - Para a alegria dos fãs, dezembro é o mês de MI-III

Para aproveitar a época do Natal, a Paramount lança no dia 1º de dezembro, em varejo, o aguardado MISSÃO IMPOSSÍVEL III. A meta da empresa é fazer de MI-III o DVD mais aguardado do ano. A julgar pela campanha de marketing que a empresa adotou, a venda do filme certamente será um sucesso. E a pré-venda já começou! O DVD de MI-III chega nas lojas em duas versões: Single e Duplo. No DVD Duplo os fãs irão se deliciar com os vários e eletrizantes extras, todos legendados em português. Há comentários do Diretor J.J. Abrams e do Ator Tom Cruise, Making Of dos Bastidores, Entrevista com os atores do elenco, Trailers de Cinema, as Pré-Estréias Mundiais, Comerciais de TV, Trilha Sonora e várias outras curiosidades. Mas não fique desanimado, caso sua opção seja pela compra do DVD Single. Neste produto, a empresa também reservou Comentários do Diretor J.J. Abrams e do Ator Tom Cruise, o Making Of, as Cenas Inéditas e um clip com o galã. Mas há outras surpresas como o lançamento da Trilogia Completa para os colecionadores da série. São 5 discos (MI- I: Duplo; MI-II: Single; MI-III: Duplo) com áudio e legendas em português e inglês. E para os saudosistas um pack com a série clássica que deu origem aos filmes, Missão Impossível A Série. Completamente remasterizada, a 1ª Temporada chega ao mercado na mesma data. São 7 discos contendo 4 episódios cada, com áudio e legendas em Português, Inglês e Espanhol. Os preços chegam tão bons quanto os filmes: R$ 29,90 (DVD Single), R$ 39,90 (DVD Duplo), R$ 84,90 (DVD Trilogia) e R$ 129,90 (Série de TV).

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(14/11/2006) - Diretor de O ALBERGUE comenta sucesso internacional de seu primeiro longa-metragem que se transforma em promissora franchise.

Em sua edição de 30 de outubro, a revista semanal americana TIME publicou matéria sobre a nova geração de diretores de filmes de terror que, com seus trabalhos, têm conquistado multidões nos cinemas do mundo inteiro. Com salários inferiores a 10 milhões de dólares, liberdade criativa praticamente total e filmes de baixo custo, que têm faturado fortunas nas bilheterias, este seleto grupo de diretores e produtores leva em Hollywood o apelido de “Splat Pack” (“Turma da Poltrona) , que dá título à matéria assinada pela jornalista Rebecca Winters Keegan com o subtítulo: “Quer saber de onde estão saindo todos esses filme? Conheça a novo sangue do gênero terror”. A nova leva de realizadores de produções de terror apontada pela revista TIME destaca o talentoso Eli Roth, diretor e roteirista do grande sucesso internacional de bilheteria O ALBERGUE (Hostel). “Se está surgindo um novo Stanley Kubrick ou Steven Spielberg no grupo, isso ainda é cedo para afirmar. Mas certamente existe um cinema inovador por aí que supera as seqüências assassinas sem conteúdo dos anos 80 ou as previsíveis festivais de assassinatos de adolescentes dos anos 90...”, ressalta a jornalista da TIME. Como resultado da fenomenal carreira internacional de seu longa-metragem, Roth recebeu, de imediato, o sinal verde do estúdio para a produção da seqüência O ALBERGUE: PARTE 2 (Hostel: Part II), que promete consolidar mais uma poderosa franchise para a Sony Pictures/ Screen Gems. A TIME aponta o lançamento da Columbia Pictures O ALBERGUE como o segundo maior sucesso da nova turma de diretores e produtores de terror. O longa-metragem que custou a bagatela de US$ 4.8 milhões para os padrões atuais estratosféricos de Hollywood, acabou faturando mais de US$ 80 milhões nos cinemas. Sinal de que platéias dos quatro cantos do planeta – compostas em sua maioria de adolescentes e jovens adultos – não somente adoraram como também estão famintas por mais dessa aterrorizante saga. O ALBERGUE,  que estreou no topo da bilheteria americana em janeiro passado, tornando-se o primeiro filme número um nos cinemas em 2006, acompanha a dramática viagem dos jovens americanos Josh (Derek Richardson) e Paxton (Jay Hernandez) em busca de prazer carnal pela Europa.  Mas os planos da dupla vão por água abaixo, se transformando num terrível pesadelo, quando os dois colegas de faculdade são levados para um cativeiro, uma espécie de câmara de tortura, após a ida a um bordel. O ALBEURGUE ganhou no Scream Awards – uma espécie de Globo de Ouro para os filmes de terror - , em outubro passado, o prêmio de Mais Inesquecível Cena de Mutilação. Na apavorante seqüência um americano rico paga para ver um maçarico destruir o globo ocular de uma jovem japonesa.  “Eu não sei se na medicina faz sentido um globo ocular saltar do rosto dela”, diz Roth na entrevista. “A cena simplesmente me pareceu tão nojenta que nós tivemos que aproveitá-la”. Como lembra a TIME, Roth, de 34 anos, chegou a ser criticado pela brutalidade em O ALBERGUE. “As pessoas perguntam: ‘Como você pode colocar essas coisas tão terríveis em seu filme?”, afirma o diretor que apareceu no Fox News dizendo que é por causa de George Bush, Dick Cheney e Donald Rumsfeld que os americanos estão assistindo tantos filmes de terror. “Você está com tanto medo que tem vontade de gritar”, explica Roth. Ao lado de Quentin Tarantino – que participou da produção de O ALBERGUE e que também faz parte dessa nova leva de realizadores de terror para o cinema – Eli Roth não esconde o orgulho de participar do novo clube em ascensão.em Hollywood: “Eu estou tão feliz de fazer parte dessa onda”, confessa ele. “As pessoas estão tão paranóicas umas com as outras”. O ALBERGUE: PARTE 2 tem estréia prevista para 2007.

Direto da Redação

 
(14/11/2006) - CORRENDO COM TESOURAS.

A THE HOLLYWOOD REPORTER destacou a excelência das performances do elenco do longa-metragem CORRENDO COM TESOURAS (Running With Scissors), da Sony Pictures. “Os excelentes atores atores trabalham bem os exageros de seus personagens”, afirma a crítica do filme publicada pela revista do entretenimento americano. A adaptação cinematográfica das memórias de infância e da adolescência de Augusten Burrough (Joseph Cross), escrita e dirigida por Ryan Murphy (da série de TV Nip/Tuck), conta a história do menino de classe média que viu sua vida se arruinar com uma educação nada convencional com sua mãe extremamente neurótica e frustrada na carreira de escritora, Deirdre (Annette Bening), e o pai alcoólatra, Norman (Alec Baldwin). Na tentativa de recuperar seu casamento problemático, o casal começa a fazer terapia com o excêntrico Doutor Finch (Brian Cox), que os sugere sessões diárias de cinco horas de duração e cujo consultório possui um “Masturbatório”, onde se dirige freqüentemente para momentos de relaxamento. Quando o casamento termina, o agora adolescente Augusten é levado para morar com o médico e sua família numa casa de estilo gótico. Lá, o jovem conhece personagens pra lá de estranhos como a esquizofrênica senhora Finch (Jill Clayburgh), que passa seu tempo assistindo a filmes antigos enquanto saboreia ração de cachorro, bem como suas filhas: Hope (Gwyneth Paltrow), obcecada pela bíblia, e a precocemente sexy Natalie (Evan Rachel Wood), que imediatamente se aproxima de Augusten e experimenta terapia de eletro-choque. Eventualmente presente também aparece o filho adotado da família Neil (Joseph Fiennes), com quem Augustem acaba descobrindo a sua sexualidade. “Bening, interpretando o extremo oposto de sua dona-de-casa em ‘Beleza Americana’, proporciona uma performance lindamente construída e ousada que mostra bem a vulnerabilidade e perturbação de sua personagem. Cox se entrega completamente como o excêntrico médico resultando num efeito cômico fantástico; Baldwin, reafirmando sua recente fama de um de nossos atores cômicos mais engraçados, está hilário; Wood está e divertidamente insana; Clayburgh, transformada numa aparência grotesca, possui pelo menos uma cena muito intensa no final; e Paltrow e Fiennes, juntos novamente depois de ‘Shakespeare Apaixonado’, estão muito bem em seus papéis relativamente menores”, ressalta o texto. A crítica da THE HOLLYWOOD REPORTER termina estendo os elogios ao trabalho do protagonista e do diretor de CORRENDO COM TESOURAS: “Na pele do jovem Burroughs, Cross proporciona uma interpretação sensível que garante ao filme um centro emocional... O diretorMurphy cria um toque especial no fim do filme ao colocar o jovem ator e a sua inspiração da vida real compartilhando um momento de silêncio”. CORRENDO COM TESOURAS será lançado no Brasil pela Columbia Pictures em 23 março de 2007.

Direto da Redação

 
(14/11/2006) - MAIS ESTRANHO QUE A FICÇÃO.

A inteligente história da comédia MAIS ESTRANHO QUE A FICÇÃO (Stranger than Fiction) e as excelentes performances do elenco arrebataram diversas críticas positivas ao filme da Columbia Pictures, nos Estados Unidos. E não é por menos que o longa-metragem dirigido por Marc Foster ("A Última Ceia'' / "Em Busca da Terra do Nunca'') e protagonizado por Dustin Hoffman, Emma Thompson e Will Ferrell já está sendo apontado como forte candidato ao maior prêmio do cinema mundial, o Oscar®. O roteiro original de Zach Helm também tem sido elogiado pela crítica e lembrado como merecedor de uma indicação para a próxima premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. "Uma comédia inteligente, original e divertida…esta perspicaz comédia coloca Ferrell na frente ao lado de Dustin Hoffman e Emma Thompson – e ele executa um bom trabalho”, afirmou o renomado crítico americano Leonard Maltin no popular programa de televisão ENTERTAINMENT TONIGHT. Para outro respeitado crítico dos Estados Unidos, Richard Roeper, da famosa dupla EBERT & ROEPER, MAIS ESTRANHO QUE A FICÇÃO é uma comédia “muito divertida e as performances estão espetaculares”. Segundo o jornalista, esta é “uma das melhores e mais completas performances de Will Ferrell”. O ator revelado no humorístico da televisão americana ‘Saturday Night Live’ parece ter, com o novo filme, atingido o topo de sua carreira: "Will Ferrell se une a Robin Williams e Bill Murray como prova de que um ator cômico pode trazer um nível de profundidade de seu personagem à altura das melhores performances dramáticas”, observou Pat Stoner, do canal de TV PBS. Em MAIS ESTRANHO QUE A FICÇÃO, Ferrell interpreta o papel de Harold Crick, um auditor da Receita Federal que começa a ouvir a narração de sua vida através da misteriosa voz de uma mulher. Ele entra em desespero ao descobrir ser o personagem principal do novo livro de uma escritora de dramas (Emma Thompson), e que, possivelmente, será morto no último capítulo da obra. “Brilhante! Não temos visto tamanha genialidade no cinema como esta desde ‘Quero Ser John Malkovich’. ‘Mais Estranho Que a Ficção’ é uma obra-prima contemporânea. É divertido, inteligente e emocionante”, disse o crítico Shawn Edwards da FOX-TV. A jornalista Maria Salas, da rede de televisão americana NBC, afirmou sobre a comédia: “Um dos filmes mais incríveis que eu já vi”. "Mais Estranho Que a Ficção é simplesmente divino”, completou a jornalista Rosey Edeh, do ET CANADA. MAIS ESTRANHO QUE A FICÇÃO será lançado no Brasil pela Columbia Pictures no dia 12 de janeiro de 2007.

Direto da Redação

 
(14/11/2006) - LANÇAMENTO DE DEZEMBRO/2006 em DVD PLATINA FILMES – RENTAL

JUSTIÇA SOB SUSPEITA - Uma história verídica. Um assassinato brutal. Um crime encoberto.
Ao investigar a participação do crime organizado na coorporação em que trabalhava, o advogado Michael Francke (Ernie Garrett) foi assassinado no estacionamento do edifício do seu escritório. Em busca da verdade, seu irmão, Kevin Francke (Scott Plank), viaja da Flórida para Oregon. Durante sua investigação encontra um crime sendo encoberto por um departamento corrupto, um jornalista à procura de uma matéria e Judie (Angelina Jolie), uma garota drogada que parece ser uma das únicas a saber a verdade. Without Evidence - DIREÇÃO: Gill Dennis - ELENCO: Angelina Jolie, Scott Plank, Anna Gunn, Andrew Prine, Paul Perri, - PAÍS/ANO DE PRODUÇÃO: EUA - GÊNERO: Suspense - MINUTAGEM: 93 minutos - LANÇAMENTO SOMENTE EM DVD - CENSURA: 16 anos (pretendida) - DATA DE LANÇAMENTO: 15/01/2007.

RING GIRLS - PLAYMATES IRÃO JOGAR SUJO CONTRA SUAS ADVERSÁRIAS NO RINGUE.
Gina Carano é a líder das garotas no quesito potência. Ao lado dela, as Playmates americanas Latasha Marzolla, Ardra Hernandez, Lisa King e Christine Toledo e o Mestre Toddy, partem para Tailândia onde irão desafiar concorrentes destemidas, perigosas e barra-pesada. A Diretora Jennifer Ferrara acompanha os treinos e a preparação das lutadoras desde Las Vegas até o momento decisivo. Neste mundo, do vale tudo, elas não irão jogar limpo! Ring Girls (RING GIRLS) - DIREÇÃO: Jennifer Ferrara e Thomas Weber - ELENCO: Gina Carano, Latasha Marzolla, Ardra Hernandez, Lisa King e Christine Toledo - PAÍS/ANO DE PRODUÇÃO: EUA/2004 - GÊNERO: Ação - LANÇAMENTO SOMENTE EM DVD - CENSURA: 16 anos (pretendida) - DATA DE LANÇAMENTO: 15/01/2007.

CICLO MORTAL - E se todos os dias você revivesse o seu próprio assassinato?
Na volta do trabalho, a universitária Claire Parker (Lauren Currie Lewis) cai nas garras de Duke Desmond (Chris Ferry), um assassino psicótico. Quando pensa ter escapado, ele a ataca e a mata cruelmente. Mas, na manhã seguinte ela acorda bem, pensando que tudo era apenas um terrível pesadelo. Mas ele acontece de novo... e de novo. Claire percebe que está em uma terrível armadilha, na qual precisa reviver seu próprio assassinato, minuto a minuto, em um ciclo interminável. Presa em um mistério, ela precisa quebrar o ciclo e descobrir a verdade - por pior que ela seja - se quiser escapar de seu repulsivo assassino. Ciclo Mortal (SALVAGE) - DIREÇÃO E ROTEIRO: Jeff Crook e Josh Crook - ELENCO: Lauren Currie Lewis, Chris Ferry, Cody Darbe, Maureen Olander, John P. Miller, Jess DeLong, Sam Dahler, John Briley - PAÍS/ANO DE PRODUÇÃO: EUA/2006 - GÊNERO: Terror - MINUTAGEM: 80 minutos - LANÇAMENTO SOMENTE EM DVD - CENSURA: 16 anos (pretendida) - DATA DE LANÇAMENTO: 15/01/2007.

PONTO DE FUGA - Sam (Billy Zane de Titanic), Monroe (Henry Rollins) e Darcy entram em uma casa aparentemente abandonada que pertence a Vonnie (Kelly McGillis de Top Gun), uma mulher tachada pelos moradores locais como louca. À medida que eles reviram sua casa à procura de comida, roupas e dinheiro percebem que ela não os teme. Seu temperamento forte transtorna o psicótico Monroe, mas intriga e hipnotiza Sam. A força de vontade de Vonnie produz uma série de eventos que mudará a vida de todos para sempre. Três condenados fugindo de seus inimigos. Ponto de Fuga - DIREÇÃO: Sam Pillisbury - ELENCO: Billy Zane, Henry Rollins, Kelly McGillis - PAÍS/ANO DE PRODUÇÃO: EUA - GÊNERO: Suspense - MINUTAGEM: 91 minutos - LANÇAMENTO SOMENTE EM DVD - CENSURA: 12 anos (pretendida) - DATA DE LANÇAMENTO: 15/01/2007.

ALTA EXPLOSÃO - Começou a contagem regressiva: ação e suspense em um filme eletrizante!
Uma série de explosões subterrâneas inexplicáveis deixa o engenheiro Scott Daniels (Joe Lando) determinado a encontrar sua causa. Enquanto procura por respostas, Scott descobre que abalos sísmicos têm gerado bolsas mortais de metano no sistema de esgotos. Sem um segundo a perder, Scott precisa evacuar a cidade, resgatar sua família e reverter o fluxo de metano antes que a cidade de Millwood vá pelos ares. Com Joe Lando (Dr. Quinn, Medicine Woman), Michael Gross (O Ataque dos Vermes Malditos, Family Ties) e Gabrielle Carteris (Beverly Hills 90210, Síndrome de Caim). Alta Explosão (COMBUSTION) - DIREÇÃO: Kelly Sandefur - ELENCO: Joe Lando, Michael Gross, Gabrielle Carteris - PAÍS/ANO DE PRODUÇÃO: EUA/2004 - GÊNERO: Ação - MINUTAGEM: 105 min. - LANÇAMENTO SOMENTE EM DVD - CENSURA: 16 anos (pretendida) - DATA DE LANÇAMENTO: 15/01/2007.

TUNING MANIA: ESPECIAL GRÉCIA - Tecnologia em velocidade total para quem tem tuning na veia.
Uma viagem ao mundo Tuning da Grécia. Potência máxima em um país de especialistas em turbos, intercoolers, suspensões, freios e tudo o que o transforma em um automóvel comum em uma máquina de sonhos. Drift, dragsters, garotas e tudo o que um louco por adrenalina curte está nesta edição de Tuning Mania. Tuning Mania: Especial Grécia - PAÍS/ANO DE PRODUÇÃO: EUA/2005 - GÊNERO: Esportes / Revista Eletrônica - MINUTAGEM: 120 minutos - LANÇAMENTO SOMENTE EM DVD - CENSURA: 16 anos (pretendida) - DATA DE LANÇAMENTO: 15/01/2007.

Buenos Aires 100Km nas locadoras no dia 13 de dezembro - Platina Filmes lança mais um premiado filme do Cinema Argentino. O cinema argentino é conhecido por suas narrativas acima da média, quando comparado ao cinema atual. Com histórias emocionantes e humanas, conquista a cada ano mais apreciadores. Público e crítica são unânimes em afirmar que o cinema argentino possui qualidade. Por isso, para a alegria dos seus fãs, a Platina Filmes reservou para o mês de Dezembro o lançamento de mais um título – “Buenos Aires 100km”, do diretor Pablo José Meza. O primeiro filme lançado foi “Conversando com Mamãe” que conquistou grande parte do mercado nacional. Contando a história dos inseparáveis amigos Esteban, Matias, Alejo, Damian e Guido, o diretor retrata a passagem dos meninos, principais personagens, da infância para a adolescência convidando o telespectador a compartilhar, junto com eles, suas experiências e descobertas. Já no longa “Conversando com Mamãe”, o diretor Santiago Oves expõe com sensibilidade e humor a relação entre mãe e filho. Dois belos e humanos filmes!

Max Havoc: A Maldição do Dragão nas locadoras no dia 13 de dezembro. Famoso por dirigir filmes de ação com adrenalina, Albert Pyon inova o gênero ao dirigir “Max Havoc: A Maldição do Dragão”. O campeão de Kickboxing, Max Havoc (Mickey Hardt) está novamente na ilha de Guam, agora como fotógrafo esportivo. No entanto, a viagem à paradisíaca ilha oceânica será mais emocionante do que ele imagina. Quando Max encontra Tahsi, seu amigo e treinador, morto, ele passa a travar uma intensa e sangrenta batalha contra os terríveis Black Dragons, facção da Yakuza que tem apenas um desejo: recuperar a urna do Dragão Sagrado. Mas o objeto que era de Tahsi foi recuperada por Jane (Joanna Krupa). Max precisará então lutar por sua vida, pela de Jane e pela honra de seu treinador.

Tempo de Tortura nas locadoras no dia 13 de dezembro - Após dezessete anos longe de casa, Jake O’Connor (Scott Cooper) retorna à sua terra natal. Sua última imagem é a de seu melhor amigo sendo baleado e seu próprio pai acusado de ser o principal suspeito. Em busca de respostas, ele enfrentará sua mãe, uma alcoólatra, e seu agressivo pai. No reencontro com antigos companheiros, Jake se aproximará de Catherine (Gabrielle Anwar), que o ajudará a superar a dor do passado. Uma tarefa que não será nada fácil.

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(14/11/2006) - Columbia lança FELIZ NATAL, colecionador de prêmios e indicações.

Feliz Natal, que a Columbia Pictures lança no Brasil no dia 1° de dezembro, coleciona prêmios e indicações desde a sua première mundial, no Festival de Cannes do ano passado. O filme está credenciado pela European Film Academy a concorrer ao prêmio People's Choice Award na Europa, em dezembro. Com direção do francês Christian Carion, o longa-metragem recebeu este ano uma indicação ao Oscar, ao Globo de Ouro e ao BAFTA de melhor filme estrangeiro. Também somou 6 indicações ao César, o Oscar francês, nas categorias de melhor filme, melhor ator coadjuvante (Dany Boon), melhor figurino, melhor trilha sonora, melhor desenho de produção e melhor roteiro original. Ainda conquistou o prêmio FIPRESCI no Festival de Valladolid e o prêmio de público no Festival de Leeds. "Feliz Natal" é inspirado em fatos reais, nos eventos que ficaram conhecidos como a Trégua de Natal, em 1914, durante a Primeira Guerra Mundial. Na época, soldados alemães, britânicos e franceses comemoraram o Natal juntos, colocando as diferenças de lado. Eles enterram seus mortos e construíram um campo de futebol, para uma partida de confraternização. O elenco traz Diane Kruger, Guillaume Canet, Gary Lewis e Benno Furmann.

Direto da Redação

 
(14/11/2006) - Vilão de CASSINO ROYALE é indicado ao prêmio de melhor ator europeu.

Mads Mikkelsen, que interpreta o vilão Le Chiffre em Cassino Royale, foi indicado ao prêmio de melhor ator europeu (pela performance no filme 'After the Wedding'). A cerimônia de entrega das estatuetas do European Film Awards será realizada no dia 2 de dezembro, na Polônia. Nascido na Dinamarca, Mikkelsen é um dos mais promissores atores da nova geração. No 21° filme de James Bond, que desembarca nos cinemas brasileiros no dia 15 de dezembro, com distribuição da Columbia Pictures, ele encarna um terrorista que usa o dinheiro conquistado em mesas de pôquer para financiar suas operações. Para recuperar um prejuízo gigantesco no mercado de ações, Le Chiffre organiza uma partida em Montenegro para grandes apostadores internacionais, quando enfrenta 007 (vivido pela primeira vez por Daniel Craig).'Aprender pôquer me ajudou a interpretar melhor o personagem e também a matar o tempo nos intervalos de filmagem. Isso me aproximou ainda mais dos outros atores e, principalmente, de Daniel", contou o ator, que tem uma química eletrizante com Craig nas telas. Mikkelsen é mais conhecido do público pelas atuações em "Rei Arthur", "Da Cama para a Fama" e "Corações Livres".

Direto da Redação

 
(14/11/2006) - Confira o novo trailer do filme HOMEM ARANHA 3

http://www.ifilm.com/presents/spiderman3?cmpnid=735&cm&refsite=8030.

Direto da Redação

 
(14/11/2006) - Nasce o primeiro filho de Tobey Maquire

Nasceu em Los Angeles, o primeiro filho de Tobey Maguire, que volta a encarnar Homem-Aranha nas telas em 2007. A mulher do ator, Jennifer Meyer, teve uma menina, no hospital Cedars-Sinai, no último dia 9. Maguire tem 31 anos e Jennifer, que é designer de jóias e filha do presidente da Universal Studios, Ron Meyer, tem 29. Foi o personagem aracnídeo, nascido nas páginas dos quadrinhos, que alavancou a carreira de Maguire no cinema. Em Homem-Aranha 3, que a Columbia Pictures lança nas telas brasileiras em maio do ano que vem, Peter Parker aparentemente consegue encontrar um equilíbrio entre seu relacionamento com Mary Jane (Kirsten Dunst) e suas obrigações como super-herói. Mas sua auto-confiança o torna negligente, principalmente com as pessoas que ele mais ama, e a situação piora com a chegada de dois temidos vilões. Homem-Aranha enfrentará o Homem-Areia e o parasita Venom, responsável pela transformação do herói num Homem-Aranha negro, ao ser tomado por estranha substância escura que passa a atormentá-lo profundamente. Trata-se de uma das franquias mais lucrativas do cinema. O primeiro Homem-Aranha arrecadou ao redor do globo US$ 821 milhões em 2002, enquanto a bilheteria mundial da segunda aventura foi de US$ 783 milhões em 2004.

Direto da Redação

 
(11/11/2006) - Morre o ator ganhador do Oscar Jack Palance aos 87 anos.

Jack Palance, ator de caráter legendário que recebeu várias indicações ao Oscar pelos seus papéis de vilão, e que ganhou um Oscar pelo seu papel em City Slickers, morreu nesta sexta-feira de causas naturais na Califórnia. Notoriamente conhecido por seus papéis de vilão, ele mudou radicalmente sua carreira aos 72 anos fazendo papéis cômicos. O papel lhe deu um Oscar e um lugar nos livros da história de Hollywood. Nascido dia 18 de fevereiro de 1919 como Volodymyr Palanyuk em Lattimer Mines, Pennsylvania, USA, Palance era o filho de um mineiro de carvão, e embarcou em uma carreira de boxeador nos anos 30 sob o codinome Jack Brazzo. Alistando-se na segunda guerra mundial, Palance sofreu danos faciais extensivos quando estava em um B-24 que pegou fogo, e a cirurgia resultou em marcas faciais características que lhe identificou até os dias finais de sua vida. Após a sua baixa, Palance embarcou na sua nova e definitiva vida, uma carreira ativa começando na Broadway (onde estudou os métodos de atuação de Marlon Brando) e começou a fazer filmes em 1950, tendo o seu debut na tela como Walter Jack Palance no pânico nas ruas (Panic in the Streets).

Direto da Redação

 
(08/11/2006) - 1972

No próximo dia 24 de Novembro, estreará o novo filme de José Emilio Rondeau, 1972, em todos os cinemas. No elenco, temos Dandara Guerra (Julia), Rafael Rocha (Snoopy), Bem Gil (Zé), Débora Lamm (Monique), Fábio Azevedo (Ciro), Louise Cardoso (D. Iracy), Lúcio Mauro Filho (Guti), Tony Tornado (Tião), entre outros. Sinopse: Eles não tinham nada em comum - apenas a paixão pelo rock. Embalados por um novo som no cenário nacional, o suburbano Snoppy (Rafael Rocha) e Júlia (Dandara Guerra), moderna garota de Ipanema, superam diferenças e passam a viver uma emocionante história de amor em meio à efervescente vida cultural do Rio de Janeiro em 1972.

Direto da Redação

 
(08/11/2006) - Críticos aplaudem primeira sessão de Cassino Royale em Nova York.

A concorrida primeira sessão de Cassino Royale para a imprensa, realizada no último dia 3, em Nova York, terminou em aplausos entusiasmados da platéia. Nem os críticos de cinema, que geralmente mantém uma certa frieza ao final das sessões, resistiram à nova aventura de 007, a 21ª da franquia mais lucrativa de todos os tempos. O diretor Martin Campbell e o ator dinamarquês Mads Mikkelsen (o vilão Le Chiffre) também prestigiaram a sessão, deixando o cinema Loews, da 42nd Street, animados com a calorosa recepção do filme. 'Nunca tive a menor dúvida de que Daniel Craig arrasaria no papel de James Bond', disse Campbell, que não se importou com as críticas iniciais por ter escolhido um ator loiro para interpretar o agente secreto mais famoso do mundo - até então só morenos haviam encarnado o personagem. Outro diferencial do novo espião é a sua faceta mais vulnerável e romântica, o que promete ampliar a base de fãs da franquia, conquistando mais mulheres. Como o filme volta no tempo, mostrando as primeiras missões de Bond como 007, a platéia descobre por que o espião se tornou um mulherendo de carteirinha, incapaz de assumir um compromisso. Bond foi perdidamente apaixonado por Vesper Lynd (vivida pela francesa Eva Green), uma agente do Ministério da Fazenda da Inglaterra que trai a sua confiança."O público ficará surpreso com a história de amor que uniu os personagens. Explorar o universo emocional de Bond abriu novas portas para a franquia, tornando-o um personagem mais tridimensional'', disse o diretor, lembrando que não foi preciso reduzir a ação ou a aventura do filme para atingir mais profundidade no desenvolvimentos dos personagens. "Bond ainda tira o fôlego do espectador", acrescentou. Cassino Royale desembarca no Brasil no dia 15 de dezembro, com distribuição da Columbia Pictures.

Direto da Redação

 
(08/11/2006) - A CONQUISTA DA HONRA ESTRÉIA NOS CINEMAS BRASILEIROS

EM 2 DE FEVEREIRO DE 2007 - São Paulo, 7 de novembro de 2006 - A Warner Bros. Pictures anunciou que lançará o filme A Conquista da Honra nos cinemas brasileiros em 2 de fevereiro de 2007. Baseado na obra Flags of our fathers, de James Bradley e Ron Powers, o filme tem direção de Clint Eastwood, duas vezes vencedor do Oscar® de Melhor Direção (Os Imperdoáveis e Menina de Ouro) e roteiro de Paul Haggis (Menina de Ouro, Crash). A Conquista da Honra retrata a batalha sangrenta na Ilha de Iwo Jima, no Pacífico, em 1945, momento em que, na Europa, a Segunda Guerra Mundial já era tida como acabada. O conflito resulta na tomada do Monte Suribachi pelas tropas americanas. A vitória norte-americana é marcada pelo momento em que seis jovens soldados fincam a bandeira dos Estados Unidos em solo asiático, numa das cenas mais importantes da história mundial recente. O filme retrata a diferença entre a verdade e o mito, o significado de ser um herói e a essência da experiência humana da guerra.

Direto da Redação

 
(08/11/2006) - DANIEL DE OLIVEIRA E SIDNEY MAGAL EM HAPPY FEET: O PINGÜIM

Famosos cedem suas vozes aos personagens Mano e Amoroso. O ator Daniel de Oliveira e o cantor Sidney Magal estarão na versão dublada de Happy Feet: O Pingüim, animação produzida pela Warner Bros. Pictures em parceria com a Village Roadshow Pictures. Ambos concluíram as dublagens dos personagens Mano (Oliveira) e Amoroso (Magal). Para fazer a dublagem de Mano, Daniel de Oliveira usou de todo o seu carisma, tornando a versão dublada do pequeno pingüim tão alegre e simpática quanto a original, com Elijah Wood. Dar vida ao personagem em português exigiu muita técnica e um especial talento vocal para comunicar uma inocência inteligente e, ao mesmo tempo, ser legal e moderno. Já a estratégia de Sidney Magal foi emprestar ao personagem Amoroso simpatia e molejo. A dublagem do cantor conferiu ao pingüim guru a espiritualidade latina e o carisma do líder dos pingüins Adelie, na versão original dublada por Robin Williams, para inspirar confiança e ajudar Mano em sua heróica trajetória, narrando sua história durante o filme. Happy Feet: O Pingüim conta a história de Mano, um pingüim imperador que não consegue cantar e, assim, conquistar sua amada Glória, como manda o figurino entre os da sua espécie. Mano, porém, é uma fera no sapateado e só saberá dar valor ao talento que tem depois de encontrar Amoroso e sua turma de pingüins não tão altivos como os imperadores, mas cheios de alegria e ginga. Dirigido por George Miller (Mad Max, O Óleo de Lorenzo), Happy Feet: O Pingüim tem estréia prevista nos cinemas brasileiros para 24 de novembro. www.happyfeetopinguim.com.br.

Direto da Redação

 
(08/11/2006) - 007 CASSINO ROYALE

O mundo ultramoderno e particularidades do adorado espião James Bond. Além de trazer o experiente astro inglês Daniel Craig no papel do mais famoso agente secreto da história do cinema, a superprodução 007 CASSINO ROYALE (Casino Royale) contará com inúmeras novidades ultramodernas, surpresas e particularidades de James Bond para os milhões de fãs do espião no mundo inteiro. Afinal, o que seria de um novo filme do famoso 007 sem essas impressionantes e moderníssimas máquinas usadas por ele na água ou no asfalto, novos apetrechos tecnológicos e características únicas do comportamento e da rotina de James Bond? Sem falar nas belíssimas e incomparáveis Bond Girls que ocupam um importante espaço nessas “marcas registradas” de 007. Entre as novidades estão as variadas e espetaculares locações escolhidas para as filmagens pela produção da Sony Pictures/ MGM e pelo diretor Martin Campbell (“007 Contra GoldenEye”), como o arquipélago das Bahamas e a República Tcheca. O filme também foi rodado na Itália e no Reino Unido. Na fascinante cidade italiana de Veneza, por exemplo, os realizadores de 007 CASSINO ROYALE conseguiram a permissão para que o moderníssimo iate de James Bond, o Spirit 54, navegasse pelo Grand Canal no trecho entre as pontes Accademia e Rialto. Essa é a primeira vez em muitos anos que uma embarcação desse tipo é autorizada a cruzar as águas do famoso canal. Já no asfalto, todos sabem da preferência automobilística de Bond pela marca Aston Martin DB5. Nesta nova aventura, o agente secreto estará guiando um incrível e moderníssimo modelo que leva o nome de Aston Martin DBS. O espetacular carro estará à venda para o público em 2007 numa edição especial chamada “Casino Ice”. Um detalhe interessante desta fantástica superprodução é o interior do set de Veneza, uma casa que submerge. Montado ao redor de um reservatório já existente no Pinewood Studios, de Londres, o set media 14 por 12 metros nas laterais e 14 metros de altura. Isso permitiu que toda a casa afundasse por completo a uma profundidade de 5 metros. Outra curiosidade da 21ª. aventura de James Bond no cinema ocorreu no set das Bahamas que serviu de palco para o local da chamada ‘Construção Madagascar’. Trata-se de um hotel em construção abandonado há 30 anos, que foi usado como locação para outro filme de James Bond, “007 Contra a Chantagem Atômica” (Thunderball), em 1965. James Bond é inteligente, carismático, galanteador e, como todo bom ser humano, também preza seus momentos de relaxamento. O espião, por sua vez, gosta de apreciar um bom Martini. Em 007 CASSINO ROYALE, o astro Daniel Craig estará apreciando um drinque da preferência de James Bond: o ‘The Vesper’. E para os fãs de Bond, segue a receita do Martini favorito do espião: três medidas de Gordon´s, uma de vodca, meia dose de Kina Lillet, bater bem sobre gelo e cascas finas de limão. Um alerta: a dica vai somente para os adultos, e em doses moderadas! Tudo isso, e muito mais, poderá ser checado pelo público brasileiro na incrível aventura 007 CASSINO ROYALE, que a Columbia Pictures lançará em nossos cinemas no dia 15 de dezembro de 2006.

Direto da Redação

 
(07/11/2006) - Vaias para quem?

Após críticas, "Maria Antonieta" tem estréia cancelada no Brasil. Mas ainda hoje foi novamente confirmada a chegada dos filmes nas telas brasileiras para o dia 23 de fevereiro de 2007. Sofia Coppola costuma dividir os críticos. Elogiada por uns e destruída por outros, a filha de Francis Ford Coppola foi bastante criticada por "Maria Antonieta" ("Marie Antoinette"). O longa, que naufragou na bilheteria lá fora, teve sua estréia cancelada nos cinemas brasileiros. A atriz Kirsten Dunst faz o papel da rainha Maria Antonieta (1755-1793). De origem austríaca, a a rainha chegou à corte de Versalhes quando tinha 14 anos, para se casar com o herdeiro do trono francês, Luís 16. No elenco estão Marianne Faithfull, Steve Coogan, Judy Davis, Jason Schwartzman e Rip Torn. Sofia (de "Encontros e Desencontros") assina a direção e o roteiro do filme, acusado por muitos de deturpar a imagem de uma figura de destaque na história da França. No último Festival de Cannes, em maio, a produção foi vaiada. Já críticos americanos chegaram a elogiar o filme, mas isso não o salvou do fracasso inicial nas bilheterias. O longa custou aproximadamente US$ 40 milhões. Em sua estréia nos Estados Unidos, em 20 de outubro, arrecadou apenas US$ 5,3 milhões --hoje, totaliza US$ 13 milhões no país e US$ 22,4 milhões em todo o mundo. Longe de ser um blockbuster, o longa pode ao menos esperar um troféu do Gotham Award. A premiação americana é realizada pelo Independent Feature Project (IFP). A trama concorrerá à estatueta com "Os Infiltrados", "Half Nelson", "Little Children" e "Old Joy". O vencedor será conhecido no dia 29 de novembro, em Nova York.

Direto da Redação

 
(07/11/2006) - Dois super lançamentos da Columbia disputam vagas nas indicações para o Oscar® 2007 de Melhor Filme de Animação.

Dois grandes lançamentos mundiais da Columbia Pictures este ano, O BICHO VAI PEGAR (Open Season) e A CASA MONSTRO (Monster House) foram incluídos numa lista de 16 longas-metragens que concorrerão às vagas para indicações ao Oscar® 2007 de Melhor Filme de Animação. Nesta próxima 79ª. edição da premiação anual da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas a categoria poderão contar pela primeira vez, desde 2002, com um total de cinco vagas na disputa pela estatueta do Oscar®. Dos 16 filmes escolhidos, três ainda não foram lançados nos cinemas de Los Angeles, uma exigência da Academia para que um filme dispute o maior prêmio do cinema mundial. Se a pendência permanecer, somente três filmes disputarão o prêmio de Melhor Filme de Animação, já que o aumento do número de vagas para cinco na categoria depende que todo o grupo de 16 filmes esteja de acordo com as exigências da Academia®. Tanto O BICHO VAI PEGAR quanto A CASA MONSTRO entraram em cartaz em todo o território americano. Os filmes candidatos a uma indicação na categoria Melhor Filme de Animação poderão disputar outras estatuetas do Oscar® como a principal, de Melhor Filme. O anúncio das indicações para o Oscar® 2007 será realizado em 23 de janeiro do ano que vem. A cerimônia de entrega dos prêmios aos melhores do cinema em 2006, por sua vez, acontecerá no dia 25 de fevereiro de 2007, no Kodak Theatre, em Hollywood. Com personagens inspirados no trabalho do famoso cartunista norte-americano Steve Moore (In the Bleachers), O BICHO VAI PEGAR marca a estréia da Sony Pictures Animation no mercado de longas-metragens de animação. O filme estreou em primeiro lugar no ranking de bilheteria tanto do Brasil quanto dos Estados Unidos e é, atualmente, sucesso absoluto nos cinemas de vários países do mundo inteiro. Uma carreira de grande sucesso também foi trilhada por A CASA MONTRO. A sensação cinematográfica que conquistou platéias de todo o planeta contou com os visionários e consagrados Steven Spielberg e Robert Zemeckis como produtores executivos do filme realizado com o revolucionário processo em tecnologia digital de captura de movimentos dos atores – que são registrados e posteriormente transferidos para o computador – aperfeiçoado pela Sony Pictures Imageworks na produção do hit O Expresso Polar (The Polar Express), dirigido por Zemeckis. A CASA MONSTRO é o maior lançamento, nos Estados Unidos, em número de salas equipadas com tecnologia digital em 3D da história.

Direto da Redação

 
(07/11/2006) - Meu nome não é Johnny

Selton Mello, Cleo Pires e Julia Lemmertz. filmam longa-metragem no Rio de Janeiro. Dia 8 de novembro, começam as filmagens no Rio de Janeiro, do filme MEU NOME NÃO É JOHNNY, adaptação do livro homônimo de Guilherme Fiúza, baseado na história real de João Guilherme Estrella, com direção de Mauro Lima. O filme tem roteiro de Mauro Lima e Mariza Leão, que também assina a produção, direção de arte de Cláudio Amaral Peixoto e fotografia de Uli Burtin. Em novembro e dezembro, o elenco, encabeçado por Selton Mello, Cleo Pires e Julia Lemmertz, vai filmar na Zona Sul do Rio (em bairros como Jardim Botânico e Leblon), na colônia Juliano Moreira (Jacarepaguá) e na Fábrica da Behring (Bangu). MEU NOME NÃO É JOHNNY conta a história real de João Guilherme Estrella (Selton Mello), um jovem da elite carioca que se torna um influente traficante de drogas na Zona Sul carioca e também na Europa. Sedutor, carismático, cheio de amigos, ricos como ele, João Guilherme foi um típico representante da “geração perdida” dos anos 80. Sua história começa no seio de uma família bem estruturada, cuja figura carismática e apaixonada do Pai (Giulio Lopes) irá marcar profundamente sua vida. João viciou-se em drogas sem pisar nos morros do Rio de Janeiro e virou traficante de grosso calibre sem disparar uma só bala. Sua saga é repleta de situações inusitadas e personagens surpreendentes. Seus clientes iam de estudantes, músicos, artistas e profissionais liberais a pessoas como Dona Marly (Eva Todor), uma simpática velhinha de Copacabana que costumava lhe dar conselhos maternais. Todos viam em João Guilherme um fornecedor confiável. Comprar dele era evitar qualquer contato com o submundo. Alex (André de Biase), seu principal fornecedor, era paraplégico, morava em Petrópolis e negociava a mais pura cocaína daquela época. De tão pura, abriu as portas da Europa para João Guilherme. Em Barcelona, suas vendas alcançaram cifras enormes que ele “torrou” em poucos dias, em viagens românticas com sua mulher Sofia (Cleo Pires). Não demorou muito para João Guilherme ser pego em flagrante. A Juíza Marilena Soares, conhecida por sua severidade e honestidade inatacável, conduziu o julgamento. João foi encarcerado na Polícia Federal e depois no Manicômio Judiciário Frei Caneca. MEU NOME NÃO É JOHNNY é uma produção da Atitude Produções e Empreendimentos, de Mariza Leão, com co-produção da Sony Pictures, da GloboFilmes, da Petrobras, do BNDES e da BBDTVM.

Direto da Redação

 
(07/11/2006) -  Homem Aranha 3

Columbia anuncia estréia de trailer oficial da superprodução mais aguardada para 2007. A Columbia Pictures marcou para a próxima quinta-feira, dia 09 de novembro, a estréia do primeiro trailer oficial da superprodução HOMEM-ARANHA 3 (Spider-Man ® 3). O terceiro filme de uma das mais bem-sucedidas franchises da história do cinema é o lançamento do estúdio mais aguardado para 2007 por milhões de fãs do super-herói do mundo inteiro. No Brasil, o trailer de HOMEM-ARANHA 3, mais uma vez estrelado por Tobey Maguire (Homem-Aranha/ Peter Parker) e Kirsten Dunst (Mary Jane Watson), será divulgado em primeira mão, na Internet, pelo portal Terra. As imagens serão disponibilizadas simultaneamente para todo o planeta, via satélite, a partir das 09h da manhã em Los Angeles (13h no horário de Brasília). Mas enquanto o lançamento do trailer de HOMEM-ARANHA 3 não chega e é cada vez maior a expectativa em torno do lançamento do filme nos cinemas, os internautas brasileiros já podem vibrar com o fantástico site teaser do longa-metragem que já está a no ar a todo vapor. Para isso, basta acessar a página eletrônica www.homemaranha3.com.br e conferir um pouco do que promete a mais nova aventura do imbatível Homem-Aranha no telão. Nos Estados Unidos, o esperado trailer de HOMEM-ARANHA 3 chegará nesta quinta-feira na televisão. A estréia do clipe na telinha americana será feita pela MTV, no intervalo do reality show/ gincana “The Duel”, às 22 h (à meia-noite no horário de Brasília). Já nos cinemas, o novo trailer será exibido com o lançamento da Sony Pictures 007 CASSINO ROYALE (Casino Royale), que entrará em cartaz no país no próximo dia 17 de novembro. HOMEM-ARANHA 3, do consagrado diretor dos dois primeiros blockbusters da série, Sam Raimi, tem estréia mundial marcada para o dia 04 de maio de 2007, inclusive nos cinemas de todo o Brasil.

Direto da Redação

 

(07/11/2006) -  A Era do Gelo 2

Novembro foi o mês escolhido pela Fox para o lançamento nacional do DVD A Era do Gelo 2, que estará a venda a partir do dia 22. Com vários extras, o DVD trás dois discos: há comentários do diretor Carlos Saldanha e de sua equipe; os travessos gambás Crash e Eddie sendo apresentados, assim como sua “irmã” Ellie; a preguiça Sid mostrando a Dança da Preguiça e o aguardado curta-metragem com o neurótico e mais amado esquilo do planeta. Protagonista do curta, Scrat se mete em uma grande enrascada. O motivo? Quem ainda não sabe? A sua adorável noz. À procura dela, ele encontra uma máquina do tempo e, acidentalmente, a ativa. Inicia então uma jornada pelos diferentes períodos da história. Mas esta não é sua única participação. Scrat também pode ser visto em uma outra historinha, no Laboratório de Efeitos Especiais. Depois de trabalhar como co-diretor em “A Era do Gelo” e “Robôs” ao lado de Chris Wedge, o brasileiro Carlos Saldanha faz sua estréia como diretor. Nesta divertida continuação os três amigos Manny, o mamute (Ray Romano no original e Diogo Vilela no nacional), Sid, a preguiça (John Leguizamo e Tadeu Mello) e Diego, o tigre de dente-de-sabre (Denis Leary e Marcio Garcia) descobrem que uma enorme barreira de gelo que separa o oceano do vale, onde eles e outros animais agora vivem, está preste a se romper e inundar todo o lugar. A única chance de sobrevivência: encontrar um imenso barco, uma “Arca de Noé”, localizado do outro lado do vale. Durante a jornada eles encontram dois arteiros gambás, Crash e Eddie e sua “irmã” Ellie, uma mamute fêmea (Queen Latifah e Claudia Jimenez). Criada pela família dos gambás, ela realmente acredita ser uma deles. Não se espante caso você passe o filme aguardando pelo retorno daquele esperto bebê da primeira história. Carismático, o pequeno humano conseguiu cativar a todos, assim como aquele sofredor e engraçado esquilo chamado Scrat que passava o filme correndo atrás de sua noz. Mas para nossa alegria ele está de volta e agora com mais espaço nesta nova aventura.

Por Viviane França (Fale com ela)

 

(07/11/2006) -  Carros nas locadoras dia 22 de novembro

Chega no dia 22 de Novembro, nas lojas do país, o longa-metragem Carros. Sétimo longa de animação da Walt Disney Pictures e da Pixar Animation Studios - que juntas lançaram os hits “Toy Story 1 e 2”, “Vida de Inseto”, “Monstros S.A”, “Procurando Nemo” e “Os Incríveis” – Carros é um grande sucesso de bilheteria. Nesta deliciosa aventura conhecemos Relâmpago McQueen, um estreante e ambicioso carro de corrida que após pegar, por engano, um inesperado atalho, acaba se perdendo e indo para em uma cidadezinha chamada Radiator Springs. À beira da famosa Rota 66, o lugar é habitado por curiosos e carismáticos personagens. McQueen acaba fazendo amizade com a bela Sally, uma Porsche 2002; com o misterioso Doc Hudson, um Hudson Hornet 1951; com Mate, um ingênuo e caipira carro guincho e com Luigi, um italiano fã de carros de corrida Fiat 500 1959. Para a versão em DVD a Disney reservou vários bônus. Epílogo e Inspiração para Carros trás o diretor John Lasseter fazendo comentários sobre o longa; Seleção de Cenas trás nos créditos ótimas cenas, onde são feitas menções aos desenhos “A Vida de Inseto”, “Toy Story” e “Monstros S.A” ... hilárias! Cenas Inéditas e Jogos e Atividades são um ótimo passatempo para a criançada. E para os fãs de curtas-metragens, o DVD trás não apenas um, mas duas inéditas animações. Tom Mate e a Luz Fantasma tem o velho e doce reboque como protagonista e A Banda de Um Homem Só uma bela e sensível história. Para os fãs e colecionadores de desenhos, Carros é um longa-animado que vale a pena comprar e guardá-lo bem ao lado de outros títulos tão simpáticos quanto ele. Afinal, quantas vezes você já assistiu “Procurando Nemo”?

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(05/11/2006) -  Protegida por um Anjo - 14 de novembro nas locadoras.

Demi Moore vive uma famosa escritora neste ótimo thriller de suspense. A fotografia das montanhosas terras do litoral da Escócia proporciona charme e beleza ao filme do diretor Craig Rosenberg, que também assina como roteirista. Protegida por um Anjo conta com sensibilidade uma história de amor, perda, inveja e morte. Neste thriller Rachel Carlson (Demi Moore), uma famosa e bem-sucedida escritora de livros de mistérios, é casada e mãe de um filho pequeno. Quando a criança morre, acidentalmente, Rachel sente-se culpada e deprimida. Para terminar o seu novo livro, ela decide aceitar o conselho de Sharon (Kate Isitt), sua melhor amiga, e finalizar a obra na remota vila escocesa de Ingonish Cove. Lugar onde conhece o charmoso faroleiro Angus McCulloch (Hans Matheson). Mas quando sua vida parece estar retornando a normalidade, Rachel passa a receber mensagens de seu filho, avisando-a de que sua vida corre perigo. Depois de cinco anos afastada do cinema, Demi Moore volta como protagonista e prova que possui maturidade e carisma suficientes para “carregar” um filme. Bem conduzido por Rosenberg, o longa tem uma trama cheia de reviravoltas, motivo que o torna um ótimo thriller de suspense com toques de terror e romance. Lançado pela Universal Pictures, o DVD chega no dia 14 de novembro nas locadoras do país.

Por Viviane França (Fale com ela)

 
(05/11/2006) -  Homem Aranha 3.

A Columbia Pictures irá lançar no dia 04 de Maio de 2007 o filme mais esperado de todos os tempos – Homem-Aranha 3. Você confere desde já a sinopse oficial e duas imagens do filme. Em breve o novo TRAILER do filme.

Sinopse Oficial: Peter Parker finalmente conseguiu encontrar um equilíbrio entre seu relacionamento com M. J. e seus deveres como super-herói. Mas uma tempestade se aproxima de seu horizonte. Conforme o Homem-Aranha se aquece na bajulação pública por suas realizações e Peter é perseguido por Gwen Stacy, a rival de Mary Jane por sua atenção, Peter se torna muito auto confiante e começa a negligenciar as pessoas que realmente se importam com ele. Sua recém descoberta auto confiança é ameaçada quando ele enfrenta a batalha de sua vida com dois dos vilões mais temidos de todos os tempos, cujos poderes sem paralelo e sua sede de vingança ameaçam Peter e todos que ele ama.

Direto da Redação

 
(05/11/2006) -  Nova versão do site de O HOMEM QUE DESAFIOU O DIABO já está no ar.

Endereço na internet traz informações sobre o novo longa-metragem do diretor Moacyr Góes. O site oficial do filme O Homem que Desafiou o Diabo (www.ohomemquedesafiouodiabo.com.br) já está no ar em nova versão. A página traz uma inovação para filmes brasileiros: um blog que, a exemplo dos production journals de produções internacionais, acompanha o ritmo das filmagens. Além disso, o internauta encontrará textos e imagens de making of e informações sobre o elenco, além ficha técnica e sinopse do longa. Adaptação de ‘As Pelejas de Ojuara’, romance de Nei Leandro de Castro, O Homem que Desafiou o Diabo tem direção de Moacyr Góes e produção da LC Barreto em associação com a Warner Bros. Pictures e a Globo Filmes. No blog do filme, o internauta encontra imagens, vídeos, notas da equipe de produção e textos referentes ao dia-a-dia das gravações. A seção Elenco traz informações e diversas fotos dos atores, algumas propositalmente expostas ‘de cabeça para baixo’, o que reflete o conceito da transformação de Zé Araújo em Ojuara (‘araújo’ ao contrário). Novos materiais como trailer, pôsteres, entrevistas com os atores, notas da produção e conteúdos para download (wallpapers e protetores de tela) serão disponibilizados para os internautas ao longo das gravações. O Homem que Desafiou o Diabo narra a história do caixeiro viajante Zé Araújo (Marcos Palmeira). Homem correto e trabalhador, ele é obrigado a casar após desvirginar a filha de um comerciante e passa anos de humilhação nas garras da esposa dominadora. Um dia, ao ouvir uma piada sobre sua própria situação, Zé Araújo vira fera, destrói o armazém do sogro e dá uma surra na mulher, tudo isto enquanto um temporal arrasador cai sobre a cidade. Nesse dia, ele se transforma em Ojuara (Araújo ao inverso), um herói brasileiro da linhagem de Macunaíma e Vadinho que se embrenha pelo sertão nordestino defendendo os mais desfavorecidos e arrebatando corações femininos. O filme será distribuído pela Warner Bros. Pictures e tem previsão de estréia em agosto de 2007.

Direto da Redação

 
(05/11/2006) -  Jesus – A História do Nascimento (The Nativity Story).

No próximo dia 26 de novembro acontecerá no Holly Hall, situado ao lado da Basílica de São Pedro no Vaticano, a pré-estréia exclusiva do filme Jesus – A História do Nascimento (The Nativity Story). A sessão será assistida por um público de sete mil pessoas, entre fiéis e clérigos como cardeais, bispos e arcebispos. O filme, dirigido por Catherine Hardwicke (“Aos Treze” e “Reis de Dogtown”) é fielmente inspirado no Evangelho segundo Lucas e estrelado por Keisha Castle-Hughes (indicada ao OSCAR por “A Encantadora de Baleias”). Jesus – A História do Nascimento tem lançamento em circuito nacional no dia 1° de dezembro. Cópias dubladas e legendadas. Em anexo, fotos da atriz Keisha Castle- Hughes e da diretora Catharine Hardewicke. Visite site oficial : http://thenativitystory.com/.

Direto da Redação

 
(05/11/2006) -  Maria Antonieta

Originalidade e ousadia de novo filme de Sofia Coppola sobre rainha da França garantem aprovação da nata da crítica nos Estados Unidos. A ousadia de fugir do comum e mostrar um lado pouco conhecido da famosa rainha francesa do século 18 garante a Sofia Coppola mais uma promessa de sucesso do cinema mundial. MARIA ANTONIETA concorreu à Palma de Ouro na edição deste ano do Festival de Cinema de Cannes e acaba de ser indicado para o 16º. Gotham Award de Melhor Filme, nos Estados Unidos, onde atualmente o filme se encontra em exibição nos cinemas do país. Além disso, o filme já foi cotado como um dos candidatos à indicações para o Oscar® 2007. Adaptado do livro de Antonia Fraser, MARIA ANTONIETA conta a vida de uma das figuras mais polêmicas do século 18, uma menina austríaca que, por questões políticas, se casa aos 14 anos com o herdeiro do trono francês e se vê, ainda tão jovem, cercada pelas responsabilidades de rainha de toda a população de um país. Justamente por transportar os espectadores para um lugar nunca visto por eles antes, a cineasta vencedora do Oscar®, guiada por uma visão contemporânea e provocante, teve seu terceiro longa-metragem recebido com grande entusiasmo pela crítica norte-americana antes de sua estréia em 20 de outubro. “Coppola faz sua magia funcionar novamente... Seus olhos ficarão fascinados…”, disse Peter Travers, da conceituada revista ROLLING STONE. O crítico acrescentou: “Com inteligência poética e combativa sagacidade, Coppola cria um mundo riquíssimo para se absorver. É um filme prazeroso.” E concluiu: MARIA ANTONIETA “provoca e fascina…”. Christy Lemire, da agência de notícias ASSOCIATED PRESS, compartilha da mesma opinião: “O filme é o máximo....”, afirmou a jornalista ao também destacar em seu texto o talento da diretora que se faz presente e de forma única em MARIA ANTONIETA: “...o que Coppola faz de melhor: ela te transporta a um lugar onde você nunca esteve, lhe traz uma sensação familiar, e ao mesmo tempo lhe deixa diferente de quem você era duas horas atrás”. Para o crítico do THE NEW YORK TIMES, A.O. Scott, “Maria Antonieta... é um trabalho absolutamente moderno, que mistura despreocupação e sofisticação, recordações profundas e posicionamento consciente, com a sincera autoconfiança de uma música pop de qualidade. O que fazer para se divertir? Para começar, ir assistir a este filme”, aconselhou o crítico do maior jornal dos Estados Unidos. Gene Seymour, do jornal NEWSDAY, vê MARIA ANTONIETA como “...um colírio para os olhos...”. A jornalista ressaltou a qualidade do trabalho de Kirsten Dunst (da bem-sucedida franchise da Columbia Pictures “Homem-Aranha”/ Spider-Man®) como protagonista do filme de Coppola: “...uma performance extraordinária, quase hipnótica de Dunst...”. E Glenn Whipp, do LA DAILY NEWS ainda foi além elogiando todo o elenco que inclui Jason Schartzman no papel do herdeiro do trono francês (Luís XVI), bem como Molly Shannon, Asia Argento, Rip Torn, entre outros: “O elenco foi perfeitamente escolhido”. Já o famoso crítico Joel Siegel do programa de televisão GOOD MORNING AMERICA preferiu condensar a sua definição do novo trabalho de Sofia Coppola, que também assina o roteiro, afirmando que o filme “é de tirar o fôlego”, enquanto Kenneth Turan, renomado crítico do LOS ANGELES TIMES, viu o longa-metragem como uma "...produção cinematográfica completa e impressionante tanto do ponto de vista épico quanto no aspecto pessoal.”  MARIA ANTONIETA será lançado nos cinemas brasileiros pela Columbia Pictures no dia 23 de fevereiro de 2007.

Direto da Redação

 
(05/11/2006) -  Festival apresenta documentários produzidos em 18 países.

Índia e jovens cineastas brasileiros são destaques da 11ª Mostra do Filme Etnográfico. O gênero “documentário” nunca antes conhecera o sucesso de público que vive hoje; ao mesmo tempo, nunca teve a própria identidade tão posta em xeque, foco de vigoroso debate. A Mostra Internacional do Filme Etnográfico chega à sua 11ª edição como prova do amadurecimento do gênero que experimenta, no Brasil, uma festejada expansão. Entre 8 e 15 de novembro, o evento vai exibir gratuitamente 116 filmes nacionais e internacionais, além de sediar inúmeras atividades. Os documentários do festival foram produzidos em 18 países diferentes, e filmados em lugares tão distintos quanto Angola, Kyrgystão, Egito, Senegal, Mongólia, Malásia, Caribe, Nova Guiné, Quênia, Burundi, Sri Lanka, Romênia e Marrocos — só para citar alguns exemplos. Este ano, no entanto, o principal destaque da Mostra fica por conta da apresentação de filmes produzidos na Índia e/ou sobre a Índia. O país, e principalmente a região conhecida como Bollywood, é um dos mais importantes pólos cinematográficos do mundo. Ele está representado aqui pela obra de vários cineastas, dentre eles: o indiano Rahul Roy, os franceses Pierre-Yves Perez e Cédric Dupire, e o inglês David MacDougall. Roy, Pierre-Yves e Cédric vêm ao Brasil pela primeira vez, especialmente para a Mostra. O primeiro tem arrancado elogios no mundo todo com uma trilogia sobre a vida operária na Índia. Os outros dois dirigiram o filme Musafir, sobre música indiana, que será exibido na abertura da Mostra, no próximo dia 08, às 19h30, no Odeon BR. Dentre os diretores confirmados, temos também a presença do australiano Gary Kildea. Com uma carreira mais longa, já ganhou alguns dos principais prêmios do gênero com seu filme Celso and Cora. Além de apresentar seu último trabalho, premiado no festival etnográfico da Inglaterra, filmado na Nova Guiné, (Koriam’s law and the dead who govern), Kildea irá coordenar um worshop. Para falar de sua obra, estará presente também o antropólogo-cineasta francês Marc Piault. Na seleção brasileira, alguns destaques são: Acidente, o mais recente filme de Cao Guimarães, de Minas Gerais; os cariocas Mataram meu gato, de Ana Rieper e Maria José Freire, Morro da Conceição, de Cristiana Grumbach, Multiplicadores, de Renato Martins e Lula Carvalho e Memórias da Glória, de Severino Dadá; de Pernambuco vem Iauretê, cachoeira das onças, de Vincent Carelli (representante do Projeto Vídeo nas Aldeias); da Bahia, Hip Hop com dendê, de Fabíola Aquino e Lílian Machado; de São Paulo, Diário de Naná, de Paschoal Samora; do Acre, Noke Haweti, de Benjamin André Katukina. Além de: Navegar a Amazônia, de Jorge Bodanzki e Evaldo Mocazel e Nenhum motivo explica a guerra, de Carlos Diegues e Rafael Dragaud. As exibições serão seguidas de debates com os realizadores. Outro destaque interessante é um conjunto de filmes feitos sobre o Brasil, por diretores estrangeiros, tais como: Cavalo Marinho e Mãe Baratinha, uma história de Candomblé (produzidos na Itália), Gatos (de Israel, sobre a capoeira em Itacaré) e Obrigada (sobre os bastidores do Candomblé, produzido na Escócia). Para estimular o debate sobre os rumos do documentário etnográfico, acontece, em paralelo à Mostra, o tradicional Fórum de Cinema e Antropologia, que reúne mesas redondas, workshops e um Projeto Educativo (ver programação em anexo). “O filme etnográfico é um segmento do gênero documental marcado, hoje, pelo desejo de mostrar que existem diversas possibilidades de ‘olhar’. Ele representa o interesse pela diversidade de culturas e, sobretudo, pela maneira de olhar para essa diversidade”, explica Patrícia Monte-Mór, antropóloga e curadora do festival. A Mostra Internacional do Filme Etnográfico teve a sua primeira edição em 1993, sendo o primeiro evento do gênero no Brasil. Assim, foi precursora de mostras mais recentes, como o Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte e a Mostra Amazônica do Filme Etnográfico. Além disso, o evento carioca serve como uma grande vitrine da jovem produção nacional. Alguns documentaristas brasileiros hoje bastante reconhecidos tiveram na Mostra uma oportunidade de apresentar os seus primeiros trabalhos. É o caso de Simplício Neto (que fez enorme sucesso no último Festival do Rio, com seu longa Onde a Coruja Dorme), Estevão Ciavatta (conhecido pelo premiado documentário Nelson Sargento) e Emílio Domingos (A palavra que me leva além e, nessa edição da Mostra, Minha Área, com outros diretores). Ano passado, cerca de 10 mil pessoas circularam pela 10ª edição do festival. Para abarcar tamanha procura, a 11ª Mostra se desdobra em diversos pontos da cidade. Os filmes serão exibidos no auditório do Museu de Folclore Edison Carneiro (sede oficial do evento), no Espaço Museu da República, no Sesc-Flamengo, no Memorial Getúlio Vargas e na Caixa Cultural. Nesta última, haverá ainda uma programação extra, com filmes sobre samba (chamada O Samba da minha terra), além de reprises da Mostra, entre 16 e 19 de novembro. O evento é patrocinado pelo Ministério da Cultura, através do Iphan, Petrobras, Sesc e Caixa Cultural. 11ª MOSTRA DO FILME ETNOGRÁFICO - 08 a 15 de novembro. Site oficial: http://www.mostraetnografica.com.br/.

Direto da Redação