VOLTAR BLOCO 8

 
   

TRAFFIC
CATHERINE ZETA JONES, DENNIS QUAID, MICHAEL DOUGLAS & BENÍCIO DEL TORO    

Um panorama sobre o alto-escalão do tráfico de drogas através de uma série de histórias interligadas entre si, envolvendo um policial mexicano que se vê envolvido numa teia de corrupção, uma dupla de agentes do DEA que trabalha infiltrada no perigoso mundo dos negociantes de San Diego, um barão da droga que é preso e explica como sua mulher tomou seu próprio negócio ilegal e ainda um juiz da Suprema Corte de Justiça de Ohio, conhecido pela sua posição anti-drogas, que precisa lidar com sua filha, viciada em drogas. 

Mas não deixe de ver os erros também.

Diretor: Steven Soderbergh
Escritor: Stephen Gaghan

Baseado na mini-série escrita por Simon Moore

Gênero: Drama

Site Oficial: www.trafficthemovie.com

Europa Films

Título Original: Traffic
Tempo: 147 minutos
Cor: Colorido
Ano de lançamento: 2000 - USA

Recomendação: 18 anos

ELENCO

Steven Bauer .... Carlos Ayala
Don Cheadle .... Montel Gordon
Erika Christensen .... Caroline Lewis
Benicio Del Toro .... Javier Rodriguez
Michael Douglas .... Juiz Robert Lewis
Miguel Ferrer .... Eduardo Ruiz
Topher Grace .... Seth Abrams
Luis Guzmán .... Ray Castro
Amy Irving .... Barbara Lewis
Dennis Quaid .... Arnie Metzger
Catherine Zeta-Jones .... Helena Ayala

FICHA TÉCNICA

Produção .... Laura Bickford
Produção .... Marshall Herskovitz
Produção .... Edward Zwick
Música .... Cliff Martinez
Fotografia .... Steven Soderbergh
Desenho de Produção .... Philip Messina
Direção de Arte .... Keith P. Cunningham
Figurino .... Louise Frogley
Edição .... Stephen Mirrione

PRODUTORAS

USA Films
Bedford Falls Productions
Initial Entertainment Group
Splendid Medien AG

DISTRIBUIDORAS

USA Films
Initial Entertainment Group
Europa Filmes

ERROS

1. Na cena onde Michael Douglas está dirigindo nas ruas perigosas, procurando a filha dele para cima e para baixo, ele está dirigindo uma Mercedes Benz bronze, mas na cena que ele está com o amigo da filha dele, o carro é um Cadillac bronze.

2. Quando Michael Douglas chega de carro em casa, a mulher dirige o carro para trás e faz a curva na esquina, depois ela faz de novo no mesmo lugar. Erros do site www.falhanossa.com

3. Manolo leva um tiro na cabeça. (Morte instantânea), mas quando ele cai, você o vê mexendo os braços, talvez para se proteger na queda na sepultura.

4. O general mostra as fotografias de um assassino que eles querem. Eles mostram fotos com cicatrizes faciais que ele só recebe de fato depois de ser capturado e torturado. Como é que ele já tinha as fotos ?

5. Manolo leva o tiro e cai na sepultura. Depois que os três vão embora, você pode ver o corpo dele se mexendo e respirando. Esse cara não morre ?

6. Em uma cena onde Michael Douglas está conhecendo as pessoas em um aeroporto, um Capitão do Exército está se levantando atrás dele, mas a insígnia está no lado errado. Deveria estar no lado esquerdo, em vez do direito.

7. Quando Benicio Del Toro visita a esposa do parceiro morto, depois da cena da sepultura, ele está usando uma camisa com listras verticais. Mas quando ele vai dirigir o carro, ele já está com uma camisa vermelha lisa. Onde ele trocou de roupa ?

8. Perto do fim do filme quando Michael Douglas faz o discurso dele na Casa Branca, ele caminha tranqüilamente para fora dos portões sem aparecer repórteres para entrevistá-lo. Isto é meio improvável dados aos fatos. Erros do site www.falhanossa.com

::Enviar informações deste filme::
Clique aqui para enviar erros e comentários apenas deste filme.

IMAGENS E CURIOSIDADES

Ganhou 4 Oscars, nas seguintes categorias: Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (Benicio del Toro), Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Edição. Foi ainda indicado como Melhor Filme ao Oscar. Ganhou 2 Globos de Ouro, de Melhor Ator Coadjuvante (Benicio del Toro) e Melhor Roteiro, além de ter sido indicado em outras 3 categorias: Melhor Filme - Drama, Melhor Diretor e Melhor Atriz Coadjuvante (Catherine Zeta-Jones). Ganhou o prêmio de Melhor Ator (Benicio del Toro), no Festival de Berlim. Recebeu uma indicação ao César, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.